O advogado José Luiz Oliveira Lima vai protocolar no Supremo Tribunal Federal (STF), na quinta-feira (23), um mandado de segurança pedindo a nulidade do julgamento da Câmara que, no fim de novembro, cassou o mandato do ex-deputado José Dirceu (PT-SP). "Considero que ele tem muita chance porque foi violado o direito de defesa", afirmou.

Dirceu, que completou 60 anos na quinta-feira (16), está fora do poder, mas não dos bastidores da política: mantém contatos freqüentes com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e articula uma rede de apoios, principalmente no PMDB, para a candidatura petista à reeleição. No dia em que for interposto o recurso no STF, porém, ele viaja: vai para a Espanha.