O senador Antonio Carlos Magalhães(PFL-BA) propôs retirar da pauta de votações de amanhã da Comissão de Constituição e Justiça o projeto que tipifica crimes de internet e cria a exigência de identificação do usuário. "É melhor retirar de pauta que pedir vistas", afirmou o senador em aparte ao discurso que o relator do projeto, senador Eduardo Azeredo, fez em defesa de seu relatório.

ACM argumentou que, tendo em vista o número de senadores que já manifestaram intenção de pedir vistas, seria melhor retirá-lo de pauta e colocá-lo em votação em outro dia. Azeredo respondeu: "Da minha parte não tem pressa".

A senadora Patrícia Sabóia propôs a realização de uma audiência pública para discutir o projeto.