d46.jpgA partir de histórias reais, contadas por amigos, ou fruto da própria experiência, o capitão da Polícia Militar Waldick Garrett, criou os 13 contos de suspense, terror e mistério que compõe a obra Manuscritos de sangue (ed. Novo Século, 276 pág., R$ 35). Depois de ser lançado na Bienal do Livro, em São Paulo, a obra será lançada hoje na Livrarias Curitiba do Shopping Estação.

Depois da co-autoria da obra Prática em Processos e Procedimentos Administrativos – Sindicância e Inquérito Policial Militar e de participar de inúmeras publicações através de concursos para compor antologias, Garrett aventura-se no mundo sobrenatural. Inspirado no autor Algernon Blackwood, os contos são permeados de tramas ligadas a histórias de terror, a maioria delas ambientada em Curitiba.

Os contos foram escritos em dois anos, e a obra demorou 10 meses para ser aprovada. O resultado foi tão satisfatório que o contista pretende dar continuidade a sua carreira literária. O próximo passo do contista será o lançamento de um outro livro neste mesmo estilo, que já está pronto, mas o nome ainda será surpresa para os leitores.