enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

MPB!

Vanessa da Mata traz show com novos sons e diz que mantém sua verdade musical

A cantora, que gravou recentemente um CD e um DVD, chamado Caixinha de Música, se apresenta neste sábado (10), em Curitiba

  • Por Lucas Sarzi
Foto: Divulgação.

A melhor sensação é ter a paz de poder seguir sua verdade. Quando o quesito é música, não se deixar seguir pelo que é moda no momento, mas que pode te levar ao esquecimento no futuro, pode ser uma decisão bem difícil. Talvez para Vanessa da Mata, essa escolha tenha a levado a um nicho mais fechado, mas recompensador por saber o que seu trabalho tem representado para seus fãs.

A cantora, que gravou recentemente um CD e um DVD, chamado Caixinha de Música, se apresenta neste sábado (10), em Curitiba. No show, ela adiantou que não devem faltar hits como Boa Sorte e Ai Ai Ai, mas estas músicas chegam de um jeito um pouco diferente. Pra ela, saber que a capital do Paraná é ainda considerada um grande polo musical e com um público que preza pela qualidade a faz sentir mais certeza de seu caminho.

Foto: Divulgação/Marcos Hermes.

Novo show vem com uma mistura de música eletrônica com o natural dos instrumentos. Foto: Divulgação/Marcos Hermes.

“Os teatros são incríveis, são muitas opções e tudo com qualidade. A gente tem pouquíssimos teatros no Brasil que sejam lindos e com uma qualidade musical boa. É um grão de esperança no momento em que a cultura é tão deixada para trás”, comentou.

Em Curitiba, Vanessa não vem há cerca de um ano, mas lembrou que já fez shows para pequenos, médios e grandes públicos (ela já tocou até em festivais, como no extinto Lupa Luna). “O que a gente percebe, é que no sentido qualitativo, é um público mais exigente mesmo. É diferente, você nota pela reação das pessoas, que é mais contida”, avaliou, completando que nunca foi tratada mal na cidade. “Existe uma falsa ideia de arrogância, que eu nunca senti”.

Autoral forte

Seu novo show vem de um jeito diferente, misturando os sons naturais dos instrumentos à música eletrônica que, segundo avaliação da própria cantora, dá um toque diferente ao contexto musical. Vanessa busca investir forte em seu trabalho autoral atual, mas de um jeito que não fique somente no novo e permita uma mistura com o passado. “Tento trazer também aquele encantamento que tanto nos falta ultimamente. Acho que tá faltando isso nas pessoas e quando a gente fica racional demais, é impossível viver. Ultimamente estamos muito assim”.

Há mais de 15 anos na estrada, ela continua seguindo uma receita bem particular de fazer música. “Eu gosto de obra, de um trabalho inteiro. Essa coisa de lançar uma única música é muito mais confortável, nem se compara ao trabalho de produzir um disco inteiro, mas não é uma obra. A sensação é menor, o diálogo é menor, do que se lançar uma obra inteira”, disse, mas adiantando que pretende também lançar um single em breve.

Falta letra?

Para a cantora, que também é compositora e escritora (inclusive tem um livro em fase de criação), a forma de se fazer música atualmente se satisfaz somente em produzir batidas comuns, já pré-formuladas, que vão vender, mas que certamente não ficarão para sempre. “Os meios pressionam muito. Quanto mais música você tem em Streaming, por exemplo, você aparece. Não importa muito a qualidade, hoje em dia vale mais quem compra mais seguidores. É um reflexo de um público que idealiza o que quer e assim tem que ser”.

Foto: Divulgação.

“Não busco pelo que é ‘vendável'”. Foto: Divulgação.

Sem citar exemplos, Vanessa da Mata explicou que sempre priorizou, em seus trabalhos, uma história, um contexto. “Mas eu entendo as pessoas que preferem colocar certa sensualidade na música e representam isso. Respeito este espaço. Mas sempre preferi letra. Gosto de construir músicas que tenham sentido”, explicou a cantora, defendendo que é muito mais difícil seguir um caminho diferente do comum.

“É muito mais difícil quando você não coloca o sexo na frente da tua música, mas tenho uma felicidade enorme em ter pessoas que pensam como eu e que me sustentam, consumindo o que eu faço”.

Turnê fora

Os ingressos para o show por aqui, na Ópera de Arame, ainda estão disponíveis e variam de R$ 50 (meia-entrada) a R$ 200 (inteira), de acordo com o setor. A venda é pelo Disk-Ingressos. Depois de Curitiba, Vanessa da Mata segue para Berlim, na Alemanha. “E ainda tenho cinco shows marcados nos Estados Unidos e no meio do ano vou para outros países. Estou bem feliz, porque eu tive uma possibilidade muito grande de poder investir no meu trabalho”.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

1 Comentário em "Vanessa da Mata traz show com novos sons e diz que mantém sua verdade musical"


João
João
3 meses 12 dias atrás

Side Show Bob!!!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas