A mostra SOS Terra, criação do artista plástico potiguar Thiago Cóstackz chega hoje a Curitiba. Depois de São Paulo, a capital paranaense é a segunda cidade a receber o projeto que luta pela preservação do meio ambiente e pela conscientização popular. O trabalho apresenta soluções em sustentabilidade através da arte, moda, design e da construção civil.

A exposição, que ficará aberta por duas semanas no Shopping Mueller, exibe várias obras de autoria do artista com forte apelo ambiental. O material utilizado nas peças não agride a natureza, a tinta corporal usada por Cóstacz na composição das imagens não polui os mananciais porque é à base de água, e os painéis foram confeccionados com madeira ecológica.

Divulgação
O artista  Thiago Cóstackz todo “estampado” de sapos florescentes da Floresta Amazônica.

Uma grande escultura S.O.S, medindo 5m x 3m, com imagens de animais cobertos com folhas e estampas de espécies severamente ameaçadas fazem parte da exposição. Destaque para a onça-pintada -felino mais ameaçado das Américas – e os sapos coloridos da Amazônia -grandes vítimas do aquecimento global hoje.

Como forma de clamor pela preservação do meio ambiente em prol destes animais, Cóstackz produziu fotos de divulgação da mostra com interferências e pinturas em seu próprio corpo (body art), reproduzindo as estampas dos animais.

A iniciativa de Thiago Cóstacz conta com apoio de diversas celebridades, sendo a modelo Fernanda Tavares a grande parceira no lançamento realizado em São Paulo no mês passado.

Esta é a segunda vez que o artista expõe em prol do meio ambiente em Curitiba. Em setembro de 2009, ele trouxe a mostra itinerante Mitos & ícones, que fazia uma releitura das mais conhecidas obras da história da arte mundial usando como personagens algumas das celebridades mais populares do País.

A exposição foi o primeiro passo de um projeto que tem como objetivo a fundação do primeiro Museu de Arte Contemporânea e Sustentável do Brasil, na cidade de Natal, berço do artista.

Este evento SOS Terra, tem a mesma finalidade, mas chama a atenção imediata da população na preservação de espécies ameaçadas de extinção e a necessidade de agir de forma integrada no combate ao aquecimento global.

Números alarmantes

Segundo relatório mundial da Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 400 mil espécies estão ameaçadas de extinção em todo o mundo. Só no Brasil, considerado o quarto maior poluidor do planeta, a lista inclui 627 animais que poderão sumir nos próximos 10 anos. O Brasil abriga 20% a 30% da biodiversidade mundial. Exemplos desta riqueza nacional estão nos 3,6 milhões de quilômetros quadrados da Floresta Amazônica.

Serviço

Exposição SOS Terra, do artista Thiago Cóstackz. A partir de hoje até o dia 8 de junho no Piso Cinemas do Shopping Mueller. Entrada gratuita.