Casa lotada, em duas sessões, a semana inteira. Assim foram as noites em Fortaleza (CE), que abrigou a V Mostra Brasileira de Teatro Transcendental. Seis dias de peças teatrais de qualidade, onde a sensibilidade e mensagens positivas de amor e fraternidade fizeram a platéia refletir sobre sua própria postura diante da realidade.

A quinta edição da Mostra Brasileira de Teatro Transcendental (MBTT), evento que faz parte do calendário cultural brasileiro, abriu dia 13 de agosto com uma apresentação especial da aguardada peça Violetas na janela, com a atriz Ana Rosa, no Theatro José de Alencar (TJA), para os idosos do Lar Torres de Melo e outras entidades filantrópicas convidadas. O ator Paulo Goulart conduziu a abertura oficial.

Após as duas apresentações da peça Deus, do grupo cearense Lema, na noite de domingo (19), a V Mostra Brasileira de Teatro Transcendental encerrou com um público recorde de todas as edições: pelo menos dez mil pessoas assistiram às peças no Theatro José de Alencar. Somadas ao público presente nos 11 municípios e nos terminais de ônibus, o número sobe para 30 mil. Com esses resultados, espera-se também uma arrecadação superior, tanto em relação aos alimentos como ao apurado nos ingressos.

Novidades desta edição

Neste ano, a mostra trouxe muitas inovações. Além de um dia a mais de peças no TJA, que contou com a presença de grupos teatrais do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Ceará, Minas Gerais, Paraná e São Paulo, o evento organizou apresentações em dez cidades do interior do Ceará (Maranguape, Guaramiranga, Morada Nova, Maracanaú, Guaiúba, Horizonte, Juazeiro do Norte, Tamboril, Araripe e Nova Olinda), e levou teatro gratuito para os terminais de ônibus do Papicu, Parangaba, Antônio Bezerra e Messejana.