Pela primeira vez em Curitiba, o cantor e compositor britânico Rod Stewart se apresentou na Arena da Baixada na noite desta quinta-feira (17), acompanhado por banda, naipe de sopros e trio vocal.

O músico abriu a apresentação às 21h28, em clima e visual de baile, com a dançante “Having a Party” — clássico R&B de Sam Cooke. Ainda nesta pegada, com o telão projetando imagens da época de ouro do soul, Stewart cantou “Love Train” antes de lembrar a balada “Tonight’s the Night”, acompanhado por coro do público, e de percorrer um panorama de sua longa carreira, enfileirando sucessos desde o início dos anos 70.

“Some Guys Have All the Luck” e “It’s a Heartache” — hit country de Bonnie Tyler — também levantaram a plateia, que desistiu das cadeiras logo no início do show.

Em “Forever Young”, Stewart trocou de figurino durante um longo solo de bateria e, no retorno, pediu que o público se sentasse para uma seção acústica mais lenta do show, que começou com “The First Cut is the Deepest” — cover de Cat Stevens que o britânico gravou em 1976, e que contou com uma harpa no arranjo desta turnê.

A seguinte, “I Don’t Want to Talk About It”, foi ovacionada pelo público, que utilizou centenas de celulares para gravar o sucesso.

Público

Foram colocados à venda 35 mil ingressos. O gramado e os setores laterais superiores e inferiores encheram. O artista levou um público variado à Arena, mas os casais, em geral de uma faixa etária que conheceu Stewart já nos anos 70 e 80, predominaram na plateia.

O acesso pelos diferentes portões do estádio a cada setor gerou dúvidas no público, aparentemente novo na Arena, mas a entrada aconteceu normalmente. A reportagem da Gazeta do Povo não registrou problemas no evento.

Paraná Online no Facebook