enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Projeto Teste de Audiência chega a Curitiba

  • Por Joyce Carvalho, Meia Fina

Ir até um cinema e não saber qual filme será exibido. É isto o que acontece com quem participa do projeto Teste de Audiência. A segunda edição do programa acontece hoje, às 19h30, no Teatro da Caixa, em Curitiba.

Em uma sessão surpresa, o público assiste a um filme que ainda está sendo finalizado – ou seja, ainda não foi lançado – e emite opiniões sobre ele, além de debater a produção com o próprio diretor.

Esta troca de visões pode causar mudanças no filme, antes de sua conclusão. A primeira sessão do Teste de Audiência aconteceu no mês passado e lotou o Teatro da Caixa.

O produtor e cineasta Renato Barbieri, ao lado de Márcio Curi, são os idealizadores do projeto, que começou há três anos em Brasília e foi expandido para Curitiba em 2009.

“A gente fazia e ainda faz com os nossos filmes, de mostrar para um público desconhecido. Só para amigos não é o mesmo resultado”, afirma Barbieri. Ele passou pela experiência do teste com o filme Atlântico negro – a rota dos orixás, produzido por ele em 1998. “Foi uma sessão em São Paulo, com 80 pessoas. Foi uma experiência muito transformadora. Sugiram observações que me tocaram profundamente. E adotei algumas sugestões”, conta.

Outros testes aconteceram até que apareceu a ideia de desenvolver uma metodologia para uma ferramenta como esta. Surgiu assim o projeto Teste de Audiência, que contém uma base científica.

Os espectadores respondem a um questionário assim que o filme termina e depois participam de um debate com o diretor. “Cria-se uma estrutura de relação horizontal entre o diretor e os espectadores. O público tem a oportunidade de discutir o que está aberto e o que, provavelmente, terá mudanças. O diretor fica obrigado a refletir e acaba tendo um novo olhar sobre o próprio filme. É inevitável não mudar”, comenta Barbieri.

As opiniões do público valem muito, especialmente porque não sabe nada sobre o filme que será exibido. Antes, eram divulgados os nomes das produções e de seus diretores.

“Mas aparecia um público com afeição ao diretor ou ao tema. Agora, o público vai sem expectativas mesmo, sem conhecer nada”, indica o cineasta. De acordo com Barbieri, as experiências com o projeto em Curitiba são diferentes das de Brasília, onde também ocorrem os testes. “Curitiba tem uma tradição de praça teste. E é uma nova atividade para a cidade”, garante.

Até novembro, serão exibidos 10 filmes em Curitiba. A primeira sessão aconteceu em fevereiro, com o filme Reflexões de um liquidificador, de André Klotzel, diretor dos filmes Marvada carne, Capitalismo selvagem e Memórias póstumas de Brás Cubas.

Serviço

Teste de Audiência. Hoje, às 19h30, no Teatro da Caixa (Rua Conselheiro Laurindo, 280, Edifício Sede II). Entrada franca, mas é necessário retirar senha na bilheteria do teatro a partir de meio-dia de hoje. Informações pelo telefone (41) 2118-5111.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas