Nesta segunda-feira, começa um novo projeto cultural em Curitiba com a palestra e lançamento do livro Sambar e resistir é prá quem pode do escritor, compositor e jornalista Cláudio Ribeiro, que vai abrir a série do projeto “Conversas de Hoje”, na Biblioteca Pública do Paraná. A atividade cultural estréia às 19h, no Auditório Paul Garfunkel.

“Conversas de Hoje” é um projeto do Instituto Canja de Viola que tem como proposta principal fomentar a discussão de assuntos importantes, atuais e de interesse social. Segundo Paquito Modesto, do Instituto Canja de Viola, “a idéia é discutir o paranismo, não o tradicional, já tantas vezes enfocado em biografias, mas em suas mais remotas origens do escravo que nunca subiu a serra ou do caboclo como agente da nossa verdadeira identidade”.

Cultura

Resistir e sambar é prá quem pode traz como subtítulo fatos da manifestação coletiva de um povo expressando sua cultura e faz uma abordagem do Carnaval curitibano entre 1900 e 2000. Cláudio Ribeiro coloca um dos focos do seu trabalho na concepção de Curitiba ser uma cidade “embranquiçada”, tipicamente européia e, portanto, sem espaço para manifestações populares com raízes africanas ou indígenas. O autor observa que os historiadores paranaenses e a crônica oficial sempre trataram de vender a imagem de uma Curitiba branca, onde a escravidão teria tido características diferentes do restante do País: “A verdade é que muitos dos que escreveram sobre nosso passado, o fizeram para perpetuar a superioridade da raça branca, fazendo com que fosse desaparecido de nossa documentação qualquer vestígio da presença da cultura negra”.

Parcerias

Cláudio Ribeiro, além de escritor, também, é conhecido por sua militância política à esquerda e por suas parcerias no mundo da música e do Carnaval. Foi parceiro de Cartola e Claudionor Cruz, e o primeiro paranaense aceito como compositor pela Escola de Samba da Mangueira.

Serviço:
Conversas de Hoje
Palestra e lançamento de livro: Sambar e resistir é pra quem pode!
Data: 15 de março (segunda-feira)
Local: Auditório Paul Garfunkel
Horário: 19h