O jornalista e editor Paulo Werneck foi confirmado pela Festa Literária Internacional de Paraty como curador para a próxima edição, de 2015, pelo segundo ano consecutivo.

Em 2014, a instalação de telões abertos ao público e o show de abertura gratuito (com Gal Costa) foram duas novidades que, segundo a organização, reforçaram a integração da Festa com a cidade. O homenageado desta edição foi Millôr Fernandes (1923-2012), o primeiro contemporâneo escolhido.

Para montar a programação da 13ª edição da Flip, Werneck pretende buscar inspiração no trabalho realizado na edição de 2014. “Neste ano, a Flip se abriu, ao mesmo tempo, para a cidade e para o público que estava fora de Paraty. Esse é um movimento sem volta. Em 2015, vamos conservar esse espírito livre e afetuoso que é a marca dos grandes momentos de todas as Flips”, comenta, em comunicado.

Ele também será curador de uma nova iniciativa da Associação Casa Azul, entidade que realiza a Flip: uma jornada de debates sobre a história oral e os ofícios que deram vida a Paraty antes da abertura da estrada Rio-Santos, construída em 1973.

Entre os autores selecionados por Werneck para a programação oficial da edição de 2014 estão Vladimir Sorókin, Jhumpa Lahiri, Eleanor Catton, Joel Dicker, Antonio Prata, Marcelo Rubens Paiva e Fernanda Torres.