Paula Fernandes usou seu Instagram na quinta-feira, 5, para falar sobre o Setembro Amarelo, mês marcado pela campanha anual de prevenção ao suicídio. Com um vídeo de quase três minutos, a cantora disse que tomou essa iniciativa porque “quer falar sobre vida” e ajudar a combater a depressão, que “é uma das maiores causadoras de suicídio no Brasil”. Destacou ainda que o distúrbio ocorre em todas idades e que a sociedade precisa falar mais sobre o assunto.

“Depressão acontece, é coisa séria, mas não é sinal de fraqueza, não é frescura e tem tratamento. Eu sou prova disso. Tive depressão aos 18 anos e foi um momento ímpar na minha vida. Embora tenha sido muito difícil, foi um momento de renascimento, que eu comecei a conhecer a Paula e ser a Paula que sou hoje”, disse.

A sertaneja sugeriu também que as pessoas que estão nessa situação procurem um especialista. “Não sou médica, mas como senti muito na pele posso dizer que uns dos sintomas são a falta de ar, melancolia, tristeza, dificuldade de concentração no trabalho, em casa”, conta. “Fazer terapia é muito importante para quem está com depressão”, acrescentou.

Assista abaixo ao vídeo e leia o texto de Paula Fernandes na íntegra:

View this post on Instagram

Gente, setembro sempre é o mês da primavera. Mas, desta vez, eu quero ver o Brasil muito mais florido. Só que precisa ser com uma flor especial, o girassol. E tem um motivo bem importante para isso: essa flor forte, que busca o sol todo dia, é o símbolo da campanha “Na Direção da Vida”, que foi feita para ajudar a prevenir o suicídio. Esse é um problema muito sério entre os jovens brasileiros e está bastante ligado com a depressão. Por isso, eu fiz um vídeo para contar a minha história com a doença e inspirar mais gente a vencer o preconceito e buscar ajuda. Porque, quando a gente fala de #DepressãoSemTabu, todo mundo vai #NaDireçãodaVida. Se você acha que meu depoimento pode ajudar alguém, compartilhe na sua página usando as hashtags da campanha, o ícone do 🌻 e o link do site depressaosemtabu.com.br Lá tem muitas informações sobre o assunto e dicas de como ajudar um amigo ou familiar. Aproveite para mandar um girassol da vida para os seus amigos marcando todos eles na sua postagem. Vamos juntos? (E shallow now!) #DepressãoSemTabu #NaDireçãodaVida 🌻 @cvvoficial @abrata_sp

A post shared by Paula Fernandes (@paulafernandes) on

Busque ajuda

No Brasil, o Centro de Valorização da Vida (CVV) oferece atendimento 24h a quem está com pensamentos suicidas ou que enfrenta outros problemas.

“Mesmo que você não tem certeza de que precisa de nossa ajuda, não tenha receios em entrar em contato com a gente. Um de nossos voluntários estará à sua disposição”, explica a equipe do site.

O serviço pode ser acionado para um voluntário ir até a casa da pessoa ou conversar via chat, telefone ou e-mail. Acesse aqui.