enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Missão

Apesar das críticas, Pabllo Vittar segue brilhando e é resistência LGBTQ

  • Por Lucas Sarzi

Desde quando começou a cantar como drag queen, Phabullo Rodrigues da Silva já sabia que o caminho que percorreria não seria fácil, mas por um único empecilho: o preconceito. Hoje, Pabllo Vittar, como escolheu ser conhecida, é mais do que um simples personagem icônico, se tornou a drag mais seguida nas redes sociais no mundo e essa responsabilidade traz consigo uma grande responsabilidade, a de ser resistência LGBTQ.

É por isso que Pabllo entende que tem uma missão que vai muito além da música, goste ou não o público que a critica. “Minha missão é poder transformar a vida dessas pessoas e fazê-las mais felizes. E eu fico feliz quando recebo mensagens, quando os fãs chegam ao camarim e me contam coisas boas. Eu quero é saber disso, das pessoas sendo respeitadas e tendo seu lugar”, disse a cantora, em entrevista à Tribuna do Paraná, na última sexta-feira (30), antes do show no Spazio Van, em Curitiba.

Em questão de um ano, Pabllo viu sua vida mudar completamente, mas três anos depois de começar a cantar profissionalmente seu trajeto permite dar ainda mais voz às pessoas que antes continuavam esquecidas. O nome de Pabllo já saiu do Brasil e se tornou referência internacional não só pela música, mas sim por conseguir fazer valer seu objetivo. Veja a entrevista completa:

+Leia também: Larissa Manoela publica foto de cara limpa e diz: “A testa é grande, sim”

Ela é grande!

Em números, Pabllo conquistou muito no Brasil: tem mais de um bilhão de visualizações com suas músicas, lançou seu segundo álbum, Não Para Não, que chegou ao topo das paradas brasileiras em duas horas e traz músicas com repercussão, que lhe garantem mais de 3 milhões de ouvintes mensais no Spotify. Além disso, seu público é fiel e lota apresentações. Sobre pensar numa carreira internacional e “conquistar o mundo”, ela foi sensata. “Conquistar o mundo é muito pesado, mas acho que a gente dá um passo de cada vez. O que me deixa feliz é pensar que as coisas estão vindo muito naturalmente”.

À Tribuna, a artista, que já foi entrevistada pela Vogue americana e tem show marcado no México disse que tem se impressionado com tudo o que tem conquistado em sua carreira em tão pouco tempo. “Fiquei muito feliz com o convite da Vogue e agora vou fazer show no México. Você tem ideia que não falo espanhol, mas vou ter a chance de cantar no México? Estou muito feliz mesmo e só tenho a agradecer aos fãs que fazem tanto por mim”.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Cantora acredita que, mesmo com a eleição de Bolsonaro, coisas boas ainda podem acontecer. Foto: Lucas Sarzi

Cantora acredita que, mesmo com a eleição de Bolsonaro, coisas boas ainda podem acontecer. Foto: Lucas Sarzi

Esperança boa

Não é novidade dizer que a chegada de Pabllo aconteceu num momento em que o preconceito direcionado ao público LGBTQ só tem aumentado. Mas ela, que poderia ser pessimista sobre o pensamento das pessoas, reforça que só consegue enxergar coisas boas. “Sempre falo que poder transformar a vida das pessoas de alguma maneira é o que faz o meu trabalho valer a pena. Gosto de pensar que posso fazer com que as pessoas se autoafirmem nesse país, que é tão preconceituoso”, comentou.

Pensar no futuro de uma forma pessimista também poderia ser mais fácil para alguém que enfrenta o ódio todos os dias, mas Pabllo não se deixa abalar e mostra às pessoas que elas também não podem permitir isso. “Acho que a gente tem todas as garras para lutar contra tudo de ruim que está acontecendo”, defendeu.

Sobre a questão política e cultural, com a posse do novo presidente, Jair Bolsonaro (PSL), ela disse estar confiante de que coisas boas podem acontecer. “Sou muito esperançosa e acredito sempre no melhor e na positividade, não importa o que aconteça. Estou com os melhores pensamentos para 2019, com muitos projetos vindo aí também, só coisa boa. Então vamos emanar energia boa, porque vai ser lindo”, finalizou Pabllo, dando uma verdadeira lição de como lidar com as diferenças da melhor forma possível: respeitando-as.

+Leia também: Sertanejo Juliano pede namorada em casamento durante o Altas Horas

Em show em Curitiba, drag queen mostrou por que tem conquistado os brasileiros e até os estrangeiros. Foto: Lucas Sarzi.

Em show em Curitiba, drag queen mostrou por que tem conquistado os brasileiros e até os estrangeiros. Foto: Lucas Sarzi.

Showzão em Curitiba

Desde quando começou a cantar profissionalmente, Pabllo já sofreu muitas críticas, algumas preconceituosas e outras sobre sua voz, sobre seu jeito de cantar. No palco, a drag queen deixa evidente que amadureceu em todos os sentidos. Aquela cantora que antes contava cmo a ajuda do público para cantar partes das músicas, hoje já toma para si a responsabilidade das canções e segura o show muito bem.

Em Curitiba, além de trazer um show longo, com seus maiores hits, músicas que continuam na ponta da língua do público, até por terem tocado muito nas rádios, Pabllo só reforçou sua evolução. Cantou, dançou e deixou o recado aos fãs para que sejam eles mesmos, indiferente de quem vão agradar ou não. A passagem da drag queen por aqui também trouxe Mateus Carrilho e a cantora IZA. Ele que abriu com seu show e IZA que dividiu o palco com Pabllo.

+Leia também: Fernanda Gentil e Priscila Montandon casam em segredo

Iza dividiu o palco com Pabllo no show no Spazio Van. Foto: Lucas Sarzi

Iza dividiu o palco com Pabllo no show no Spazio Van. Foto: Lucas Sarzi

Ticiane Pinheiro e César Tralli comemoram um ano de casados com família

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

24 Comentários em "Apesar das críticas, Pabllo Vittar segue brilhando e é resistência LGBTQ"


Roberson  Andrade Guimarães
Roberson Andrade Guimarães
9 dias 7 horas atrás

Como a mídia nojenta tenta aumentar as pessoas. A coisa não sabe cantar, resistência de quê? Aí vem a mídia podre e tenta aumentar isso. Estamos esperando ir embora do país. Fora anomalia, o povo acordou e não quer mais o mimimi ridículo da esquerda.

Jayson R
Jayson R
9 dias 8 horas atrás

Isso é cria da Globo.

Alisson Correia
Alisson Correia
9 dias 10 horas atrás

Pabllo icone <3

FRANCISCO SISSA
FRANCISCO SISSA
9 dias 10 horas atrás

ue ele nao falow que iria embora do pais se o Bolso ganha-se ele ganhou e nao cumpriu com a palavra.

Flavio Steiner
Flavio Steiner
9 dias 11 horas atrás

Missão?? Cantora??? Resistência??? Esse país é uma vergonha mesmo!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas