enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Orquestra Sinfônica do Paraná terá regência de italiano

Francesco La Vecchia é maestro titular da Sinfônica de Roma há dez anos

  • Por Redação

O concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná do dia 19 de agosto (domingo às 10h30), no Guairão terá regência do maestro italiano Francesco La Vecchia e a participação dos solistas Luis Gustavo Surgik (violinista) e Ana Helena Surgik (violoncelista), irmãos curitibanos com carreira internacional, que estão em Curitiba especialmente para a apresentação.

 Grande expoente da música erudita na Europa, Francesco La Vecchia é maestro titular da Sinfônica de Roma desde 2002. Sob sua batuta a Orquestra Sinfônica do Paraná apresenta um repertório composto por obras de três compositores de origens diferentes, mas do mesmo período: Johannes Brahms (1833-1897) da Alemanha; Franciso Mignone (1897- 1986), do Brasil, e Ottorino Respighi (1879-1936), da Itália.

A apresentação abre com “Concerto Duplo para Violino e Violoncelo e Orquestra, Op. 102”, de Johannes Brahms. Dividida em três movimentos, estreou em outubro de 1887 e teve como um dos solistas o violoncelista Roberto Hausmann, a quem Brahms dedicou a composição.

Em seguida será apresentada a peça “Festa nas Igrejas”, do paulista Franciso Mignone, um dos compositores brasileiros mais importantes de sua geração. A suíte é composta por quatro movimentos sem intervalo: “São Francisco (Bahia)”, “Rosário de Ouro Preto (Minas Gerais)”, “O Outeiro da Glória (Rio de Janeiro)” e “Nossa Senhora do Brasil (Aparecida)”.  A obra reproduz ambientes das respectivas igrejas e a personalidade de cada um dos templos.

A última obra do concerto, “Impressões Brasileiras”, é de Ottorino Respighi. O poema sinfônico escrito em 1927 teve sua estreia no Teatro Municipal de São Paulo, sob a regência do próprio Ottorino, em sua segunda vinda ao Brasil. A obra tem três movimentos: “Noite tropical”, “Butantã” e “Canção e dança”.

Sobre os solistas

Ana Helena Surgik é violoncelista, premiada em diversos concursos no Brasil, atuou como solista na Orquestra Sinfônica de Campinas, Orquestra Filarmônica de Rio Claro e Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. Participou de vários festivais internacionais, como  Sommerakademie Lenk e  Festival Tibor Varga em Sion. Como camerista foi premiada no 18° Concurso Internacional Johannes Brahms, em Pörtschach (Áustria), em 2011, como melhor interpretação de música contemporânea. Atualmente é violoncelista convidada em diversas orquestras, como Kammerphilharmonie Graubünden, Concertino Basel, Salzburg Chamber Soloists e Basler Festival Orchester, realizando turnês pela Europa, Estados Unidos e México. Esta é a primeira vez que se apresenta com a Orquestra Sinfônica do Paraná.

Gustavo Surgik é violinista, também já atou como solista em diversas orquestras no Brasil, incluindo a Orquestra Sinfônica do Paraná. Foi spalla na Orquestra Filarmônica da Universidade Federal do Paraná, Orquestra de Câmara de Curitiba e Camerata Antiqua de Curitiba. Em 1990, quando estudava em Moscou, atuou como solista nos festivais internacionais de Sverdlovsk (1993) e de Samara (1991). Em 1994 seguiu para a Alemanha, onde foi membro spalla na orquestra Deutsche Kammerakademie Neuss e em 1996 na Orquestra Hamburger Symphoniker. Desde 1997 ocupa o cargo de co-spalla na Staatsorchester Stuttgart. Além disso, atua como professor de violino na Escola Superior de Música de Trossingen (Staatliche Hochschule für Musik Trossingen), na Alemanha.

Serviço

Concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná

Regência: Francesco La Vecchia.

Solistas: Luis Gustavo Surgik (violino) e Ana Helena Surgik (violoncelo).

19 de agosto (domingo), às 10h30.

Guairão – Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto (Rua Conselheiro Laurindo, s/nº – Centro. Curitiba).

Ingressos: R$10

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas