A Orquestra À Base de Sopro, da Fundação Cultural de Curitiba, fará uma apresentação nesta segunda-feira (21), no teatro da Reitoria. Com direção musical de Sérgio Albach, os músicos sobem ao palco às 21h ao lado de arranjador e trombonista Vittor Santos, que já acompanhou artistas como Chico Buarque, Alceu Valença, Moraes Moreira. A apresentação integra a 26ª Oficina de Música de Curitiba, evento da Prefeitura com patrocínio do HSBC.

No repertório estão os consagrados arranjos de Vittor Santos para músicas de Tom Jobim, Baden Powell, Ary Barroso e Moacyr Santos. O público poderá conferir também o som do trombone de Santos, autodidata que começou a tocar profissionalmente aos 14 anos e aos 15 já escrevia as próprias músicas.

A Orquestra À Base de Sopro tem como principal objetivo divulgar a música brasileira, desde as bandinhas de coreto à música instrumental contemporânea, passando pelas orquestras de gafieira, de rádio, de frevo, tentando englobar o maior número de gêneros da vasta diversidade existente na Música do Brasil. Os ingressos custam R$ 10 ou R$ 5 mais um quilo de alimento.

O diretor da Orquestra, o clarinetista curitibano Sérgio Albach estudou com Ernesto Cordeiro, José Máximo Sanches, José Botelho. É formado em Licenciatura em Música pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Albach foi diretor musical dos espetáculos O Auto da Feira, de Paulinho Maia, Bandoleiro, dos Mixiricas Aborígenas e Como Uma Pêra, de Rocio Infante.

Albach tocou na Orquestra Sinfônica do Paraná entre os anos de 1988 e 1991. Atualmente, dedica-se à pesquisa do choro brasileiro. Com o violonista João Egashira, realizou os projetos No TUC tem Choro e Choro no Sebo.

Serviço:
26ª Oficina de Música de Curitiba
Orquestra À Base de Sopro
Data: segunda-feira, 21 de janeiro, às 21h
Local: Teatro da Reitoria (Rua XV de Novembro, 1299)
Ingressos: R$ 10 ou R$ 5 mais um quilo de alimento.