Divulgação
Com quatro discos lançados, o cantor e compositor carioca Jay Vaquer faz show em Curitiba
nesta sexta-feira.

O cantor e compositor Jay Vaquer vem para Curitiba no dia 30 de maio para divulgar seu CD Formidável mundo cão, que está sendo elogiado pelo público e pela crítica, além de ser apontado como uma das grandes revelações do pop-rock nacional.

Vaquer, que tem a música impregnada em seu DNA, uma vez que ele é filho do guitarrista norte-americano Anthony Jay Vaquer com a cantora Jane Duboc e é sobrinho de Raul Seixas, conta ao O Estado sobre sua carreira, sobre o show, entre outras coisas. Confiram.

O Estado: Como começou sua carreira? Faça um apanhado dela.

Vaquer: Comecei a cantar ainda na infância, gravando jingles. Sou filho de músicos e vivia pelos estúdios de gravação. Esse processo nunca foi forçado, foi bem natural. Quando me dei conta, já estava cantando e ganhando alguma grana com essa atividade. Passei muitos anos tocando ?covers? na noite paulistana; uma escola importante. Também sou formado em artes cênicas e atuei em algumas peças, alguns musicais, como Cazas de Cazuza fui muito bem recebido pelo público e quando encerramos as apresentações desse espetáculo, lancei meu primeiro CD, Nem tão são. De lá pra cá, são anos de muita batalha, mas muito prazer e respeito pelo ofício.

O Estado: Qual é o seu estilo musical? Para qual tipo de público você se apresenta?

Vaquer: Predominantemente, o trabalho está inserido no pop-rock. Mas acredito que perambule por diversos outros gêneros, sem comprometer em nenhum momento a coerência sonora/estética do todo. Não é um trabalho esquizofrênico (risos). O público? Tem gente com bem mais idade e tem criança que canta todas as músicas, mas é claro que o jovem predomina. Minha referência está no Rio e São Paulo, onde já existem seguidores de fato. São muitos universitários, pessoas bem interessantes, com idéias, conteúdo. Acredito que em Curitiba deverá aparecer um público com as mesmas características. Tomara!

O Estado: Ser filho e sobrinho de artistas consagrados é um fardo ou uma benção? Como você lida com isso?

Vaquer: É um fato inexorável, que oferece automaticamente raros aspectos negativos e muitos aspectos positivos. Lido com isso tirando proveito do possível. Assimilando, ouvindo, observando, trocando idéias. A experiência de minha mãe vem de bandeja muitas vezes, e acho ótimo.

Mas ser parente de artistas não sustenta uma carreira por uma década (uma carreira ainda no início e ainda emergente), não abre portas, talvez mostre atalhos. Não facilita na hora de tocar nas rádios… Não facilita fazer um show em Curitiba (risos). Veja como foi difícil!!

O Estado: Como a crítica e o público estão reagindo ao seu trabalho?

Vaquer: Positivamente de maneira geral. Quase sempre, dedicam palavras muito generosas. Mas sinceramente, não faço distinção entre crítica e público. Ninguém está mais capacitado para absorver, sentir, avaliar o trabalho. A proposta não tem endereço certo. Tenho um compromisso com a honestidade. Cada CD apresenta um material que é retrato fiel do momento pelo qual estou passando. Tenho a tranqüilidade de expressar o que necessito verdadeiramente, completamente alheio aos modismos, aos oportunismos e faço sempre o meu melhor. Meu trabalho se justifica ao encontrar o respaldo crescente de muita gente.

O Estado: O que o público curitibano pode esperar do seu show?

Vaquer: músicas de meus quatro CDs lançados; uma banda de primeira. Costumo afirmar, sem medo de estar exagerando, que pode existir banda no mesmo nível, mas dentro do cenário pop-rock nacional, não há uma banda com músicos melhores!! Estou convicto e tenho muita sorte disso. Além disso, estarei muito feliz no palco por finalmente conseguir realizar um show em Curitiba. O primeiro fã-clube dedicado ao meu trabalho, Outra Paisagem, nasceu justamente em Curitiba.

Para saber mais sobre o músico, acesse www.myspace.com/jayvaquer ou www.jayvaquer.com.br.

Serviço

Show com Jay Vaquer.

Dia 30 de maio.

InSide Music.

Av. Batel, 1645.

Ingressos à venda no InSide Music, Boar Co Store (Shopping Omar, tel 3039-2345), Posto Bernardi Ypiranga (Av. Senador Salgado Filho, 2472, tel 3024-7150) e Michele Boar Shop (R. XV de Novembro, 2175, São José dos Pinhais, tel 3382-1451). Mais informações: (41) 3343-1262.