enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Museu dedicado ao espiritismo participa de evento nacional

Localizado em Curitiba, acervo já tem quase 50 anos de existência

Objetos do Barão do Cerro Azul, do Comendador Araújo, do Vitor Ferreira do Amaral, da Julia Wanderlei, do Erasto Gaertner, do Luiz Parigot de Souza e do médico paranaense Leocádio José Correia fazem parte do acervo do Museu Nacional do Espiritismo (Munespi), localizado em Curitiba, e que participará da 10ª Semana Nacional dos Museus, entre os dias 14 e 20 de maio. O Munespi tem quase 50 anos de história.

A semana é promovida pelo Instituto Nacional dos Museus (Ibram). O tema deste ano será “Museus em um Mundo de Transformação – Novos Desafios, Novas Inspirações”. O evento acontece anualmente para comemorar o Dia Nacional dos Museus, em 18 de maio.

Na ocasião, representantes do Munespi contarão a história do médico Leocádio José Correia, que atuou em Paranaguá no século 19. Seus pertences fazem parte do acervo do Munespi.

O Munespi tem como objetivo atuar como agência de promoção da cultura espírita, por meio da preservação, da comunicação e da contextualização da memória do movimento espírita do País. Para tanto, tem em seu acervo cerca de dois mil itens catalogados. Os objetos do médico paranaense Leocádio José Correia são destaque, pois ele se manifesta na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas (SBEE) – a qual o Munespi está vinculado – há mais de 20 anos por meio do médium Maury Rodrigues da Cruz, que é presidente da SBEE, museólogo e professor. Cruz também foi diretor do Museu Paranaense entre os anos 1987 e 1994.

No acervo, há obras raras e peças em parafina (perto de 100). A conservação das peças feita em parafina iniciou na década de 60. O objetivo é garantir a permanência das peças, já que muitas delas podem se decompor com o tempo. No Munespi trabalham somente voluntários.

Vinculado ao Munespi está, ainda, o Núcleo de Estudo e Pesquisa (NEP), da SBEE. O NEP tem como objetivo o estudo científico, religioso e filosófico da Doutrina Espírita, promovendo, assim, a contemporaneidade do museu.

O Munespi se localiza na rua Guilherme Ihlenfeldt, 663/667, bairro Tingui, Curitiba.

A visitação é gratuita.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas