Renata Bruck e suas criações:
a mulher da sociedade.

Elas têm expressão, são coloridas e gordinhas. É assim que a artista plástica e designer gráfica Renata Bruck retrata as mulheres, simbolizadas em bonecas feitas à base de papel marchê. As peças – que vem produzindo há seis meses – já estão ganhando mercado em Curitiba.

A inspiração para o trabalho Renata buscou na artista plástica francesa Niki de Saint Phalle, que começou sua carreira com papel machê. “Sempre gostei muito do trabalho dela, que buscava retratar o papel da mulher na sociedade. É por isso que uso esses elementos nas peças que produzo”, disse. Sempre originais e únicas, cada peça leva em média uma semana para ficar pronta.

O primeiro passo para confeccionar a peça, comenta Renata, é fazer uma base em arame, depois moldar com papel machê, cobrir com massa corrida e como última etapa, lixar e pintar. A artista plástica também usa em suas obras material reciclável, que são fáceis de achar e de preparar.

Pintura

No começo da carreira Renata achava que seu talento era para a pintura, mas logo apaixonou-se pela escultura. Há seis meses começou a mostrar o cotidiano e as expressões das mulheres em suas bonecas. As cores sempre vivas simbolizam as mulheres alegres, e as formas rechonchudas mostram a mulher real. “Aquelas mulheres magras que vemos nas revistas não retratam a realidade. É apenas um padrão de beleza que tentam vender à mulher”, afirma.

Além das bonecas, a artista plástica também produz frutas para decoração em papel machê. As bonecas custam entre R$ 50 e R$ 80, e as frutas, entre R$ 12 e R$ 20. Quem quiser conhecer mais do trabalho da Renata Bruck pode entrar em contato pelo telefone (41) 3026-3764.