Mulher Pau de Jacu. Só podia ser coisa de novela. E coube ao ator Luiz André Alvim dar vida ao transformista na trama de Sangue Bom, a novela das 19h da Globo. Ele só não imaginava que seria tão incômodo assumir o seu lado feminino. Alvim se preparou para viver a dançarina vendo filmes. E para passar mais veracidade aderiu à depilação e incluiu outros hábitos pouco comuns ao homens.

“É um sofrimento à parte. Estou depilando com cera quente as pernas, o peitoral, braços e axilas… É um horror (risos). Além disso, tem alguns dias que resolvo ficar de mulher. Visto salto, saia e faço as tarefas de casa como se fosse mulher. Atendo telefone, faço tudo que tiver que fazer, como se fosse mulher. Até xixi eu faço sentado”, contou o ator ao site oficial da trama.

Para entrar na personagem, ele demora mais de duas horas para fazer todo o processo de “transformação”. Com 1,90m de altura, 94Kg, Alvim vive um relacionamento de cinco anos com uma atriz e contou ser uma honra retratar o universo feminino. “É uma honra poder representar em um país com tantos preconceitos como o Brasil”.

Além de todo trabalho corporal tem a parte da coreografia, já que as mulheres frutas dançam. “Tem uma mexida na cintura que as meninas fazem que eu vou morrer sem conseguir fazer… (risos)”, confessou.