A magia da escola clássica russa.

Fundada em 1988 por Victor Smirnov-Golovanov, coreógrafo e ex-primeiro-bailarino do Ballet Bolshoi, com o objetivo principal de ser um dos baluartes do que considera uma das grandes heranças russas para a humanidade – a dança clássica – o Ballet de Moscou transformou-se, em apenas 18 anos, em uma das mais respeitadas companhias de dança do país, sendo atualmente detentora de um dos maiores currículos de turnês por todo o mundo e dentro da própria Rússia: são mais de 2.100 apresentações em todos os continentes, da Inglaterra à Bélgica, de Chipre ao Egito, Estônia, Alemanha, Holanda, Hong Kong, Israel, Japão, Lituânia, China, Portugal, Filipinas, Polônia, Irlanda, Coréia, Cingapura, Taiwan e Estados Unidos, entre outros.

No final de outubro, o ballet aumenta ainda mais essa marca, estreando finalmente em palcos brasileiros com três peças consagradas de seu repertório, os clássicos Romeu e Julieta, Don Quixote e Lago dos Cisnes, em mais uma realização da empresa Dell?Arte Soluções Culturais.

A turnê nacional passará pelo Rio de Janeiro, onde serão apresentados, no Theatro Municipal, Romeu e Julieta, nos dias 20 e 21 de outubro, e Don Quixote, nos dias 22 e 23. Em São Paulo, também no Teatro Municipal, o programa inclui Romeu e Julieta, nos dias 25 e 26, e Don Quixote, nos dias 27 e 28. Salvador assistirá a Romeu e Julieta no dia 30 de outubro no Teatro Castro Alves. A mesma peça será atração em Aracaju, no Teatro Tobias Barreto, no dia 31 de outubro. Já no dia 1.º de novembro, Aracaju assistirá a montagem de Lago dos Cisnes. Finalizando a temporada nacional Recife assistirá a Romeu e Julieta no dia 3 de novembro e Lago dos Cisnes no dia 4, no Teatro da UFPE.

Reconhecido internacionalmente pela perfeição técnica de seu corpo de baile, o Ballet de Moscou conta hoje com mais de 60 bailarinos. A juventude do elenco da companhia é também seu maior mérito – a maior parte deles é egressa das principais escolas de dança da Rússia, como a consagrada Academia Vaganova do Ballet Kirov, de São Petersburgo, a Russian Academy of Theatre Arts, o UFA Coreographic Institut e o Moscow Academy Coreographic Institut. Os principais bailarinos da companhia – Anastasia Gubanova, Talgat Kozhabaev, Tatiana Krasnova, Mikhail Mikhailov, Natalia Padko, Gulnur Sarsenova, Natalia Shchelokova, Maya Vishniakova e Sergei Zolotarov – acumulam em seu currículo os principais prêmios da dança no país e em competições internacionais.

A companhia, dirigida por Smirnov-Golanov e por Ludmila Nerubashenko, possui hoje um extenso repertório, que inclui O Lago dos Cisnes, A Bela Adormecida, O Quebra- Nozes, Cinderella, Giselle, Guerra e Paz e Carmen, entre muitos outros.