Judith Miller, filha do psicanalista francês Jacques Lacan (1901-1981) com Sylvia Bataille, faleceu na quarta-feira, 6, em Paris, vítima de doença degenerativa. Ela tinha 76 anos.

Filósofa influente, participou do círculo intelectual de seu pai desde jovem e dedicou-se integralmente à difusão de sua obra. Era casada com Jacques-Alain Miller, psicanalista nomeado herdeiro moral pelo próprio Lacan e responsável pelo estabelecimento do texto de seus Seminários, publicados no Brasil pela Zahar.