A produção de Alfredo Andersen pode ser dividida em três períodos: norueguês (1873-1892), litorâneo (1892-1902) e curitibano (1902-1935). As obras, em exibição no Museu Oscar Niemeyer até abril de 2011, retratam a trajetória artística de Andersen, desde a viagem da Noruega ao Brasil, passando por Cabedelo (PB) e Paranaguá (PR), até o pleno amadurecimento de sua pintura em Curitiba.

A exposição é composta por cerca de 110 obras, além de fotos e documentos provenientes do próprio Museu Alfredo Andersen, do MON e de colecionadores particulares.