Milhares de pessoas lotaram o estádio Azteca, na Cidade do México, neste domingo (30), para se despedir de Roberto Gómez Bolaños, o criador do Chaves e do Chapolin. Nas arquibancadas, o que mais se viu foram pessoas fantasiadas de personagens do comediante mexicano.

O corpo de Bolaños foi velado, em cerimônia particular, durante a noite de sábado e a madrugada de domingo nos estúdios da Televisa, emissora de televisão mexicana que foi a casa do comediante por mais de 25 anos. No início da tarde, o cortejo deixou a Televisa e percorreu diversos bairros da capital mexicana até o estádio Azteca, onde o caixão foi ovacionado pela multidão.

Florinda Meza, a viúva de Bolaños, foi recebida com aplausos e a família do comediante agradeceu a demonstração de carinho. Uma missa de corpo presente foi realizada e, ao final, um grupo de 100 crianças, caracterizadas como Chaves e Chapolin, seguiu o caixão que deu a volta ao redor do campo do estádio.

O público se despediu de Bolaños aos gritos de “Obrigado Chaves!”. A cerimônia teve fim por volta das 4 da tarde, no horário local, e as pessoas se retiraram em silêncio das arquibancadas do estádio Azteca.