enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Maytê Piragibe, pura sensualidade

  • Por Jornalista Externo
Maytê: de garota urbana
a ?caipirinha borralheira?.

O penteado “maria-chiquinha”, o jeito meigo e a baixa estatura emprestam a Maytê Pigaribe um jeito adolescente e um ar de menina. O cabelo e o figurino que a atriz utiliza para interpretar a Lucinha de O Beijo do Vampiro, no entanto, apenas disfarçam a sensualidade dessa bela carioca de 18 anos. Dona de instigantes olhos verdes, Maytê ganha ares de mulher quando solta os cabelos e posa para fotos.

A intimidade com as lentes, tanto fotográficas quanto cinematográficas, aliás, vem da infância e hoje ajuda a atriz em sua performance na TV. “A publicidade ajuda muito a ver a impostação da voz, posicionamento de câmara, a ver como é um set…”, enaltece a atriz.

Maytê começou a fazer fotos profissionais aos cinco anos. Na época, a simpática moreninha ilustrou encartes das Lojas Americanas. Na adolescência, vieram capas para revistas e comerciais para televisão.

O primeiro contato com a dramaturgia, porém, só se deu em 1994, quando voltou ao Rio de Janeiro depois de um período de quatro anos morando em Salvador. Ingressou no Tablado – tradicional escola de teatro carioca -, onde ficou por mais de três anos, encenando três peças amadoras. “Sempre quis fazer teatro e TV. Então, comecei a fazer cursos de vídeo, para pegar a parte técnica”, explica.

A atriz iniciante partiu para cursos específicos. Ao mesmo tempo em que fazia testes em diversas produtoras de elenco, fez cursos com o cineasta Fábio Barreto e com Márcio Augusto, ex-diretor de Malhação. Atualmente, ela freqüenta uma faculdade de formação de atores no Rio. “Sempre foi preocupação minha estar me aprimorando”, valoriza. Graças aos cursos, a atriz acabou conseguindo fazer testes na Globo e estreou na televisão no elenco de apoio de Malhação, interpretando a garçonete Lili, e fazendo uma participação em A Turma do Didi. O Beijo do Vampiro é minha estréia mesmo”, considera..

Para a novela das sete da Globo, Maytê também teve de passar por uma bateria de testes. Ela foi indicada pela produtora de elenco Marcela Altberg e teve de encarar um monólogo na sua primeira prova. Passou e fez, então, um teste de vídeo, também representando um monólogo. Curiosamente, quando mostraram a fita da atriz para o autor Antônio Calmon, quase Maytê fica de fora da trama. “Era um monólogo, eu não tinha idéia que a Lucinha era uma menininha e fiz uma interpretação independente. O Calmon me achou muito exuberante, um mulherão na fita”, recorda.

No teste de figuração, porém, as impressões do novelista mudaram. Inclusive, o biotipo de Maytê – 1,52 m de altura e 43 kg – se adequava muito bem à Lucinha, uma menina do interior tímida e retraída, que tem entre 13 e 14 anos na trama.

A composição de Lucinha demandou outros esforços da jovem atriz. Isso porque Maytê nunca havia feito uma faxina na vida, enquanto Lucinha está sempre varrendo a loja de Armando, papel de Eduardo Galvão. “Tive dificuldade para fazer as primeiras cenas. Fiquei treinando com a vassoura em casa para passar mais naturalidade”, entrega.

Mesmo varrendo o chão, com jeito tímido e os cabelos em trança -sugestão da própria atriz -, Lucinha está despertando olhares não muito bem-intencionados dos amigos Baratão e Roger, interpretados por Celso Bernini e Mário Frias. Observando Maytê, a briga é totalmente justificável.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas