enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Marketing pesado garante sucesso comercial

  • Por Daniel Seleme

Orlando Paes, ?aprimorando as técnicas?.

Para que um livro se torne um sucesso de vendas, não basta ele ser bom, é preciso que haja um intenso trabalho comercial para chamar a atenção do público. Nesse caso o papel principal é o das editoras. Antes mesmo do texto ficar pronto, se dá início a uma operação de marketing que trabalha para atingir a expectativa de venda traçada pela editora. Um tema atual e que está sendo bem aproveitado pelo mercado são as ?cruzadas?. O assunto deu origem à superprodução cinematográfica Cruzada, de Ridley Scott, em cartaz nos cinemas.

No embalo do filme a Editora Planeta lançou este mês a terceira parte da saga Angus, do autor brasileiro Orlando Paes Filho. Intitulado As cruzadas, o volume se desenvolve no período que compreende a primeira e a segunda Cruzada, entre os anos de 1096 e 1149. Romanceada, a história narra a saga do guerreiro Angus MacLachlan, que parte para a Terra Santa a fim de defender a fé cristã e combater a expansão muçulmana. Durante esse período, Angus sofre abalos em suas crenças e reavalia os seus ideais. Essa é uma curta sinopse da história, mas para que o público consumidor leve o livro para casa não é o suficiente.

No livro, cavaleiro conduz exército rumo à batalha.

Por trás deste lançamento a Editora Planeta elaborou uma campanha de marketing com 28 outdoors espalhados pela cidade de São Paulo, displays com 2 metros de altura nas principais livrarias, além de um teaser para cinema, veiculado antes da exibição do filme Cruzada. A marca Angus conta ainda com outros produtos lançados por empresas como Tilibra e Grow. São desde quebra-cabeças, jogos de tabuleiro e um RPG com o guerreiro escocês, até uma linha especial de papelaria, com cadernos e fichários ilustrados. Segundo Orlando Paes Filho, Angus é uma marca trabalhada em conjunto e seu objetivo sempre foi chegar ao cinema. O livro também será lançado em mercado internacional em 2006. ?Queremos atingir Europa, Ásia e África. Para tanto mantenho um escritório nos Estados Unidos e participo das grande feiras editoriais?, afirmou. Como o autor já possui contato com grandes estúdios como a Warner, MGM e Fox Film – adquiridos em uma feira de licenciamento em Nova Ioruqe, em 2002 – é possível que em breve Angus chegue as telonas. Entre os planos de Orlando para assumir o papel do herói celta está nada mais nada menos do que o ator Russel Crowe.

No encalço das guerras centenárias e de um lugar ao sol nas vitrines das livrarias, Cruzada no reino do paraíso, de Henry Rider Haggard, é outro lançamento que utiliza do mesmo cenário e personagens do filme de Ridley Scott na busca do sucesso comercial. Antes que o leitor imagine um plágio, vale observar que a obra de Haggard, autor de As minas do rei Salomão, já existe prá muito tempo e se trata apenas do oportuno lançamento no Brasil, pela Editora Geração. Na obra, dois cavaleiros ingleses, os irmãos Godwin e Wulf, apaixonam-se pela mesma mulher, Rosamund, sobrinha de Saladino, o sultão muçulmano que se prepara para enfrentar os cristãos Guy de Lusignan, Raymond de Trípoli, a rainha Sybilla, o cavaleiro Balian de Ibelin e conquistar Jerusalém, em 1187, na Batalha de Hattin, uma das mais sangrentas da História. Esta é a terceira cruzada, a mesma história levada aos cinemas cujo personagem Balian é interpretado por Orlando Bloom. Dando mais força ao apelo comercial, as cruzadas é um tema atual, já que ajuda as pessoas a entenderem melhor o conflito entre palestinos e judeus, e também a reação do ocidente com a ocupação do Iraque por tropas norte-americanas.

O autor e equipe desenharam dezenas de ilustrações.

Sucesso editorial

O escritor Paulo Coelho lançou recentemente mais um de seus livros best-seller, O Zahir. Antes do autor ganhar a capa das principais revistas do mundo, no Brasil a Editora Rocco realizava uma campanha de marketing bem-sucedida. No processo estão incluídos desde os cuidados na elaboração da capa e título, até campanhas publicitárias e estratégias de apresentação à imprensa.

Coelho já chegou à marca de 65 milhões de livros vendidos em todo o mundo. Outro exemplo de sucesso bombástico no meio livreiro foi O código Da Vinci, de Dan Brown. A história sobre uma sociedade oculta que esconderia um segredo sagrado já vendeu mais de 25 milhões de exemplares no mundo, 800 mil só no Brasil. 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas