Quem ligar a TV na Globo News amanhã, 25, às 14 horas, pode até pensar que Maria Beltrão abandonou a profissão ao vê-la fazendo uma performance musical. Mas é só uma brincadeira para comemorar os cinco anos do Estúdio i, que ela comanda.

“Eu cantava bem, mas operei as cordas vocais e nunca mais me aventurei”, conta ela, que, para atender a pedidos dos colegas de trabalho e dos fãs do programa, vai soltar a voz em uma paródia escrita por ela mesma, cuja letra remete a situações do dia a dia da atração.

“Umas oito vezes já sonhei que chegava ao estúdio e não havia ninguém. Fiz a música em cima desse desespero de os meus comentaristas não estarem ali. Sabe Não Quero Dinheiro, do Tim Maia? Fiz uma versão cantando”, disse à reportagem, cantarolando os versos em conversa por telefone.

“Espero para ver se alguém vem. O sofá está vazio, sou neném. E eu reclamo: ‘Bola (assistente), chama o Araken'”, começa a carioca, que pula para o refrão: “A semana inteira fico esperando ver a Flavia (Oliveira) rindo, o (Marcelo) Balbio gargalhando. Se o (Artur) Xexéo é sério e o (João Paulo) Cuenca, um mistério. Quero implicar, vou implicar, vou implicar”, cantou. Segundo a jornalista, a ideia é fazer um clima mais informal do que o habitual. “Vai ser um clima bem gostoso de festinha no boteco. Sem álcool, o que é lamentável”, brinca.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.