A história do pianista João Carlos Martins certamente o eleva a um patamar raramente alcançado por outros músicos brasileiros no século XX. Em setembro de 1982, o exigente jornal New York Times se referia a ele como um dos maiores pianistas da atualidade. Já a revista New York Magazine, juntamente com o Boston Globe, ressaltavam o talento de João Carlos Martins, colocando-o como o mais excitante intérprete de Bach a surgir depois do legendário Glenn Gould.

Toda esta relação lírica tecida com o piano teve início aos 8 anos de idade, quando João Carlos Martins passou a estudar com o professor José Kliass. Após nove meses já se mostrava um virtuose, vencendo o concurso da Sociedade Bach de São Paulo. Ainda jovem, despertou a atenção de toda a crítica musical brasileira com suas performances únicas pela intensidade com que eram interpretadas. Aos 18 anos foi o único escolhido no Festival Casals, entre candidatos das três Américas, a dar o Recital Prêmio em Washington.

A apresentação bem-sucedida teve como conseqüência sua estréia no Carnegie Hall, de Nova Iorque, patrocinada pela ex-primeira-dama dos Estados Unidos, Eleonor Roosevelt. A partir de então, passou a tocar com as maiores orquestrar americanas. E sua gravação de O Cravo Bem Temperado, de Bach, aos 23 anos, foi best-seller durante muito tempo nos Estados Unidos. Em 1983, João Carlos Martins inaugurou o Glenn Gould Memorial, em Toronto, Canadá. Sua carreira teve como um dos pontos altos o fato de ter gravado a obra completa de Bach para teclado.

A paixão de João Carlos Martins pela música originou o documentário franco-alemão Martins Passion, vencedor de 4 Festivais Internacionais. E esta mesma paixão o fez iniciar a carreira de regente, após problemas que prejudicaram a mobilidade de suas mãos para a profissão de pianista. Logo após, devido a problemas físicos, teve que abandonar a carreira de pianista, canalizando para a regência sua paixão pela música.

Serviço:
02/09- Quatra-feira às 19h30
Ingressos gratuitos e limitados
Mais informações sobre como adquirir os ingressos no telefone 3019-0108
Teatro Positivo – Pequeno Auditório
Universidade Positivo – Campus Ecoville
Rua Professor Pedro Viriato P. Souza, 5300
Cidade Industrial – Curitiba