O fotógrafo Nego Miranda e a arquiteta Maria Cristina Wolff de Carvalho lançam, no próximo dia 10 de agosto, o livro Paraná de Madeira ? realizado com o apoio da Petrobras através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. A obra reúne dezenas de fotos de construções em madeira ? igrejas, residências, centros esportivos, fábricas etc ? espalhadas por todo o estado. No total, Paraná de Madeira tomou, de sua dupla de autores, quatro anos de pesquisa e de trabalho.

Para situar os leitores acerca da história e da riqueza dessa vertente arquitetônica no Paraná, tão bem registrada pelas lentes de Miranda, o volume conta com a precisão dos textos de Maria Cristina. ?Trata-se de uma arquitetura vernácula, passada de pai para filho e exclusivamente paranaense?, explica Wolff de Carvalho. Miranda concorda. E, em relação a sua importância cultural, ressalta alguns pontos. ?O Paraná parece estar sob uma névoa. Ninguém consegue enxergá-lo muito bem?, diz. ?Como paranaenses, temos o dever de mostrar ao mundo o que temos de mais rico e bonito. Somos nossas próprias referências e podemos ser a referência de outros povos.?

O evento acontece no Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico), a partir das 19 horas. Com o lançamento do livro, inicia-se a exposição Paraná de Madeira. As fotos de Nego Miranda permanecerão expostas no MON até 10 de novembro, sempre de terça-feira a domingo, das 10 às 18 horas. A entrada é franca. Mais informações pelo telefone (41) 3350-4400.

Sobre Nego Miranda

O fotógrafo Carlos Alberto Xavier de Miranda nasceu em 1945, em Curitiba. Começou a expor seu trabalho ainda na década de 1970, participando, desde então, de eventos no Brasil, na Argentina, em Cuba, na França e em Portugal. Já foi premiado no 2.º Salón Internacional de Fotografía, no 2.º Concurso Ilford/Micro de Fotografia P&B, no Concurso Turismo no Paraná, na Bienal de Fotografia Ecológica do Rio Grande do Sul e no Museu do Mate do Paraná. Nego Miranda também publicou sua obra em revistas como a ETC (da Travessa dos Editores) e a Revista Gráfica; também já colaborou com o livro A História do Mate, de Tereza Urban; com a coletânea de autores paranaenses Engenhos e Barbaquás; e com a publicação britânica de fotógrafos brasileiros Contemporary Brazilian Photography. Entre as coleções e acervos que contém trabalhos seus estão os da Fundação Cultural de Curitiba, do Museu da Fotografia de Paris, da Coleção Joaquim Paiva, do Fundo Cubano de La Imagem Fotográfica e do Instituto Cultural Itaú.

Sobre Maria Cristina Wolff de Carvalho

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela UFPR, em 1981, Cristina Wolff é, desde 1996, doutora pela Fauusp. Professora da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), Já lecionou nas faculdades de arquitetura e urbanismo Mackenzie e na Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Trabalhou como chefe da Divisão de Preservação do Patrimônio Arquitetônico do Departamento de Patrimônio Histórico da Eletropaulo. Também foi arquiteta do quadro do Serviço Técnico de Conservação e Restauro do Conselho de Defesa do Patrimônio Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado, entre várias outras atividades profissionais. É autora do livro A Arquitetura de Ramos de Azevedo (Edusp, 2000), baseado em sua tese de doutorado sobre o arquiteto.

Serviço

Lançamento de Paraná de Madeira, de Nego Miranda e Maria Cristina Wolff de Carvalho.
Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico). (41) 3350-4400. Dia 10 de agosto, quarta-feira, às 19 horas. Entrada franca.

Exposição Paraná de Madeira, de Nego Miranda e Maria Cristina Wolff de Carvalho.
Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico). (41) 3350-4400. De 10 de agosto a 10 de novembro, de terça-feira a domingo, das 10 às 18 horas. Entrada franca.