Tocadores na escola é uma exposição composta de 34 cartazes com imagens e textos explicativos voltados para jovens e crianças. Aborda tradições musicais como o fandango, a folia de Reis e seus elementos. Traz belas fotos de paisagens, instrumentos e artistas populares.

Esta exposição, desenvolvida com finalidade educativa e feita em cartazes, tem uma tiragem de 2.000 exemplares. Mais de metade da tiragem será doada a escolas e bibliotecas públicas do país, entre elas:
– Escolas municipais de Curitiba por meio da Secretaria Municipal de Educação (160 escolas da rede pública municipal);
– Bibliotecas públicas do Paraná por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas (400 unidades componentes);
– Representações do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (150 unidades entre representações e instituições parceiras).

A estimativa de público a ser atingido pelo projeto no primeiro ano de uso do material é de mais de 130.000 pessoas, entre alunos, professores, freqüentadores de bibliotecas e instituições, sem custos para as mesmas.

Projeto Tocadores

Deixar a alma da gente simples repartir conosco a sua sabedoria, foi uma das propostas do projeto Tocadores, nascido em 1998 e fundamentado numa pesquisa com artistas populares de duas regiões do Brasil: Brasil Central e Litoral Sul.

Voltado para pesquisa das tradições musicais populares brasileiras o projeto já resultou em um livro de arte de 336 páginas contando as histórias dos rabequeiros, violeiros, fandangueiros e foliões com distribuição em todo território nacional. Este livro foi indicado ao Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade (2003), do IPHAN, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, na categoria melhor Inventário de Acervos e Pesquisa.

Outro resultado desse trabalho de pesquisa foram dois documentários intitulados Tocadores – Brasil Central (24 minutos) e Tocadores – Litoral Sul (25 minutos), que estão fazendo circuito de festivais, tendo participado recentemente da Mostra do Audiovisual Paulista (Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo), do Gramado Cine Vídeo, Festival Etnográfico (Belo Horizonte), EcoCine (São Sebastião, SP – Vencedor da Categoria Melhor Média Metragem – Tocadores – Litoral Sul), entre outros.

Com o intuito de divulgar essa pesquisa junto às crianças e jovens e de incentivar o conhecimento e reconhecimento da importância das nossas tradições populares o projeto Tocadores na escola se propõe agora, a levar a um grande público essa experiência didática e lúdica.

A exposição de fotos itinerante, com tiragem de 2.000 exemplares reproduzida em impressão off-set será doada às instituições citadas acima passando a fazer parte de seu acervo, podendo ser utilizada ao longo dos anos, maximizando sua utilidade e seu período de duração. Ela trará a esse público, uma síntese da pesquisa em diversas imagens do consagrado fotógrafo Zig Koch acompanhadas de textos explicativos da coordenadora do projeto Lia Marchi, que facilitem e estimulem o aprendizado.

A exposição é composta de 34 reproduções em formato de cartazes off-set. Ela irá mostrar paisagens do Brasil, tocadores, instrumentos populares e seu processo de construção, tradições como a folia de Reis, o fandango e seus elementos. A tiragem de 2.000 exemplares terá uma porcentagem de 55,5% reservada à doação, distribuída para escolas, bibliotecas, instituições de pesquisa.

Este projeto é mais uma iniciativa que visa documentar e divulgar as tradições e o patrimônio imaterial de nosso país, despertando a consciência da valorização e do conhecimento de nossas riquezas culturais junto às novas gerações e à comunidade como um todo.

Serviço

Lançamento

Curitiba – Quarta-feira, 08 de junho
Biblioteca Pública do Paraná
Rua Cândido Lopes, 133
14hs Abertura da exposição de fotos
15hs Exibição dos documentários Tocadores ? Brasil Central e Tocadores ? Litoral Sul seguida de bate papo sobre o projeto.
Informações: (41) 3221.4900

Paranaguá – Sábado, 11 de junho
Baile de Fandango
22hs no Mercado do Café
19hs Abertura da exposição de fotos e exibição dos documentários na Fundação Municipal de Cultura.
Informações (41) 3420.2939