Pianista toca hoje na apresentação da OSP.

A Semana Beethoven em Curitiba chega hoje e amanhã em seu principal momento. Após ministrar cursos Master Class para quatro pianistas brasileiros, o irlandês John O´Conor faz participação especial em um solo de piano na apresentação da Orquestra Sinfônica do Paraná (OSP), no Teatro Guaíra. Sob regência do maestro Alessandro Sangiorgi, o programa traz o Concerto n.º 3 e n.º 5 para piano e orquestra, de Ludwig van Be-ethoven. A semana ainda contou com dois recitais de piano com Fumiko Shiraga e Álvaro Siviero, ambos com apresentação no auditório do Museu Oscar Niemeyer, anteontem e ontem, respectivamente.

Considerado no meio erudito como um dos principais pianistas da atualidade, O´Conor é também uma das principais autoridades mundiais no repertório de Beethoven. Entre 1974 e 1980 ele foi aluno do renomado pianista alemão Wilhelm Kempff, e hoje dirige a instituição criada pelo alemão em 1955. Lá ele ministra o Master Class de interpretação em Beethoven anualmente, no mês de julho. ?Fui aluno de Wilhelm Kempff e agora tenho a responsabilidade de ensinar tudo o que aprendi a pianistas de todo o mundo, e desta forma, perpetuar a obra de Beethoven?, comentou com a imprensa local.

A fama de O´Conor se tornou uma realidade conhecida em todo o mundo após o lançamento do volume inicial da gravação do ciclo completo das Sonatas de Beethoven, em 1986. A coleção completa foi lançada em uma caixa em 1994. Inúmeros recitais e participações em concertos na América do Norte, Ásia, África, Austrália e Nova Zelândia trouxeram para o pianista o posto de ?Poeta do Piano?, como a crítica o chama. Com uma técnica apurada e amplo domínio do teclado, de onde tira uma sonoridade fabulosa, o irlandês afirmou que nunca é demais lembrar a obra do principal mestre do período clássico.

?Esse magnífico compositor faz o elo entre os períodos clássico e romântico. Beethoven me chamou a atenção deste as minhas primeiras aulas de piano?, contou O´Conor. Na adolescência ele leu uma biografia do compositor e se interessou na passagem em que o alemão afirma ser um gênio enviado por Deus. Arrogante e pouco sociável, Beethoven protagonizou uma série de casos que o tornaram famoso, além de suas composições. ?Certa vez Be-ethoven e Goethe andavam pelas ruas de Viena quando o imperador veio ao encontro deles. Goethe abriu caminho indo para o passeio e Beethoven foi direto ao imperador. Ele era arrogante, se considerava um ser elevado, e era mesmo?, conclui.

Serviço:

Concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná com o convidado especial John O´Conor, hoje, às 20h30. Ingressos a R$ 10. Mais informações pelo telefone (41) 3304-7900.