Isis Valverde já se livrou da periguete Suelen, de Avenida Brasil, e está encarnando uma cantora de axé na Bahia. Ela é Sereia, uma cantora arretada que vai morrer durante o Carnaval, na minissérie O Canto da Sereia. A trama é baseada no livro homônimo de Nelson Motta e deve estrear em janeiro na Globo.

As cenas do assassinato foram gravadas no fim de semana e pararam Salvador. A Praça Castro Alves foi interditada entre sexta e domingo. Mais de 800 figurantes participaram das gravações. Para viver a cantora que é a nova sensação do axé na Bahia, Isis alongou os cabelos, agora enrolados, até a cintura. E usou figurinos provocantes para se apresentar no trio.

“Eu já vinha me preparando para esse trabalho nos últimos meses enquanto gravava Avenida Brasil, por isso não tremi”, contou Isis, sobre a experiência de cantar ao vivo.

Escrita por George Moura, Patrícia Andrade e Sérgio Goldenberg, a série, de quatro capítulos, traz a atriz num registro bem diferente da sua última personagem. Com direção geral de José Luiz Villamarim, “O canto da Sereia” tem ainda em seu elenco nomes como Gabriel Braga Nunes, Marcos Palmeira, Marcos Caruso, Camila Morgado e Fábio Lago.