Foto: Aliocha Maurício
Ilustradores renomados, como Rogério Coelho, expõem no
Memorial de Curitiba.

Depois de passar por São Paulo, Brasília e Belo Horizonte, chegou a Curitiba, na última sexta-feira, a exposição Ilustrando em revista. O evento, que reúne cerca de 400 trabalhos que passaram pelas páginas das revistas da Editora Abril nas últimas cinco décadas, ocupa três andares do Memorial de Curitiba e é dividido em Mostra Digital, Contemporânea e Histórica.

Além da exposição, haverá uma programação paralela que inclui palestras, workshops, avaliações de portfólio e encontro com ilustradores. De acordo com o diretor da Ilustrando em revista, Carlos Grassetti, a iniciativa é inédita e traz um pouco de cinco décadas de história do Brasil. ?Uma revista é como se fosse uma exposição de arte. Algumas têm mais, outras têm menos e algumas são feitas só com ilustrações?, afirmou.

Para ele, uma das experiências mais interessantes obtidas com a mostra é comparar a ilustração na página, diagramada em conjunto com o texto e a obra em tamanho real, com toda a diversidade de técnicas empregadas para fazê-la. ?São obras de vários tamanhos, algumas enormes. Mas a idealização é outra coisa. Feitas em óleo, pastel, com técnicas de colagem, escultura. É muito interessante. Como ela foi feita e como posteriormente ela foi utilizada na revista?, explicou.

Ainda segundo Grassetti, a ilustração sempre foi utilizada como forma de expressão pela humanidade, desde as pinturas feitas nas cavernas até o Renascimento italiano. ?Há pintores que usaram sempre a ilustração como maneira de se expressar. Chagall, Matisse, Picasso e até o brasileiro Di Cavalcanti. Eles usaram mesmo que não fosse sua especialidade.?

Outro atrativo da mostra, segundo seu diretor, é a grande variedade de públicos atingidos pelas revistas da Editora Abril. ?Aqui o público vai poder conferir desde material infantil até as críticas políticas mais contundentes feitas pela revista Veja?, disse.

Nas mostras, além de trabalhos de profissionais renomados como Benício, Negreiros, Aldemir Martins, Ziraldo e o paranaense Miran, também há obras de novos artistas locais, como Rogério Coelho. Trabalhando com ilustração desde 1997, com trabalhos para diversas editoras, como Globo, Scipione, Companhia das Letrinhas e Ática, Coelho presta serviços à Abril continuamente desde 2002. ?Não tenho muita certeza, acho que vou ter seis trabalhos expostos. Dois na mostra Contemporânea e quatro na Digital. Tenho feito trabalhos para a revista Recreio mas já trabalhei também com a Nova Escola e vários especiais da Superinteressante?, disse.

Para ele, a ilustração é um trabalho cada vez mais usado nas publicações. ?Para muita coisa, que antes era utilizado o recurso fotográfico, têm sido usadas ilustrações. Acredito que isso se deve à qualidade dos nossos ilustradores e diretores de arte que reconhecem na ilustração uma forma de comunicação ágil e bonita?, comentou.

Já sobre a escolha do tipo de arte, Rogério é taxativo: depende. ?Uma coisa que eu faço muito é tentar unir as duas coisas. Trabalho tanto digitalmente quanto manual, em geral analiso o que atende melhor cada projeto, mas valorizo muito o aprendizado das técnicas tradicionais inclusive para servir de parametro e referencia para o trabalho digital.?, explicou.

Serviço

A exposição ocorre até o dia 11 de fevereiro no Memorial de Curitiba e tem entrada gratuita. Os interessados em participar da programação paralela, que será realizada entre os dias 14 e 19 de janeiro, devem se inscrever pelo e-mail ilustrandoemrevista@abril.com.br. A participação nas palestras, workshops e análise de portfólios também vai ser gratuita.