A Caixa Cultural Curitiba reúne dois grandes nomes para homenagear Antônio Moreira da Silva, o Kid Morengueira: Jards Macalé e Maria Alcina. O espetáculo itinerante “Homenagem ao Malandro” acontece de sexta (11) a domingo (13).

Antônio Moreira da Silva é considerado um dos nomes mais criativos da Música Popular Brasileira. Carioca da Barra da Tijuca foi criado no Morro do Salgueiro e representa a geração do típico malandro: ternos de linho branco, sapatos bicolores e chapéu panamá. é considerado o criador, e maior nome, do samba-de-breque, gênero derivado do samba em que o cantor insere falas, diálogos ou comentários no meio das músicas.

A carreira de Kid Morengueira, nascido em 1902, foi ocasional. Na juventude fazia serestas nos morros, onde conheceu Getulio Marinho, compositor das suas primeiras gravações. Gravou seu primeiro disco em 1931, sob o nome artístico Antônio Moreira, o Mulatinho.

Venceu o primeiro concurso oficial de músicas carnavalescas do Rio de Janeiro em 1933. O samba-de-breque foi acidentalmente criado em 1936, durante uma apresentação no Cine Teatro Méier, no Rio de Janeiro. O novo estilo estourou nas paradas de sucesso das rádios e Morengueira foi contratado pela rádio Tupi em 1950.

O apelido Kid Morengueira, personagem de um dos seus enredos de samba, surgiu em 1962 e compôs parte do título do disco lançado em 1964, o “Morengueira 64”.

Serviço:
De 11/09 a 13/09 – sexta e sábado às 21h e domingo às 19h
Ingressos R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia)
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta, das 12 às 19h, sábado e domingo, das 16 às 19h)
Teatro da Caixa
Rua Conselheiro Laurindo, 280, Centro – Curitiba/PR