enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Saudades

Há 20 anos, Brasil perdia a irreverência dos Mamonas Assassinas

  • Por Redação

Há 20 anos os brasileiros perdiam uma das bandas mais influentes na década de 90. Em pleno sucesso, um acidente aéreo interrompeu o caminho traçado por Dinho, Bento, Júlio Rasec, Samuel e Sérgio, os ‘Mamonas Assassinas’.

Era noite do dia 2 de março de 1996 quando o jato executivo Learjet em que o grupo viajava se acidentou na Serra da Cantareira. Além dos integrantes do grupo, dois tripulantes, um segurança e um assistente de palco perderam a vida.

Trilha do sucesso

A banda alcançou o sucesso em apenas 7 meses de formação. Mesmo com tão pouco tempo, o álbum dos Mamonas, lançado em junho de 1995, chegou a 2 milhões de cópias vendidas até o dia do acidente. Mesmo após a morte dos integrantes, o disco alcançou 3 milhões de cópias um ano depois da tragédia.

O grupo ganhou o carinho do público por ser irreverente nas músicas, bem como em suas apresentações no mínimo extravagantes. Dinho, o vocalista, era praticamente um ator no palco.

Dentre as músicas mais famosas estão Pelados em Santos, Vira-Vira, Jumento Celestino, Mundo Animal.

Foto: Reprodução/G1.

Sucata

Alvo de sucesso em 1995/1996 a Brasília amarela original utilizada pelo grupo em um clipe chegou a ser leiloado e depois abandonado e virando sucata. O veículo original, comprado por Dinho, porém, foi resgatado pela família do cantor e restaurado. Eles utilizam peças do carro original para recriar o veículo, estrela do clipe Pelados em Santos (abaixo).

Na telinha

A Record terá uma série especial em homenagem aos Mamonas Assassinas. Veja mais aqui! 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas