Com o intuito de divulgar a música brasileira e paranaense e dar condições para que novos músicos produzam e apareçam no mercado cultural, o Núcleo Arco, formado por um grupo de jovens profissionais, se reuniu para tornar real um projeto que deve impulsionar a música do Estado.

Com o apoio de suas respectivas empresas (os jovens fazem parte de empresas de São José dos Pinhais), o grupo vem caminhando com o projeto Caderno Musical e, para tanto, conseguiu o aval do Ministério da Cultura (MinC) e durante dois anos deve receber a quantia de R$165 mil, distribuídos em quatro parcelas. Como a primeira parte da verba foi liberada, atualmente o grupo procura bandas e músicos dispostos a participar do projeto.

Como deixa claro o arquiteto e administrador de empresas Leopoldo Magno Guimarães, um dos idealizadores do Núcleo Arco, o Caderno Musical trabalha, exclusivamente com música autoral, o que exclui as interpretações covers. Na primeira etapa, que deve iniciar até o dia 10 de outubro, será posto no ar um site sobre artistas e bandas.

?Ele funciona como um banco de dados e serão inclusas informações das bandas nos mais variados estilos musicais, do pop ao clássico?, afirma Guimarães. O site funciona com o sistema wiki e será alimentado com informações pelos próprios usuários, como faz a enciclopédia eletrônica Wikipédia (www.wikipedia.org). Nela o usuário tem liberdade para publicar e editar informações.

Na segunda etapa será construído um estúdio. Os músicos locais poderão gravar CDs a um custo baixo e o material terá divulgação na última etapa do projeto. Com o site e o estúdio funcionando, o grupo prevê a vinculação de uma web-rádio. Com faixas armazenadas em formato mp3, a rádio virtual, junto com o site, funcionará como uma enciclopédia virtual. A programação contará com 100% de música nacional. Um quinto com música paranaense e o restante de outros estados.

A idéia é que a rádio funcione como um selo educativo e cultural. ?Entendo que a cultura pode ser comercial?, diz Guimarães, se referindo ao profissionalismo. Para que os grupos musicais participem do projeto serão feitos testes com avaliação de professores e mestres em música. O grupo possui uma parceria com o Conservatório de MPM, Escola de Música e Belas Artes e professores da PUCPR. Jovens e antigos músicos estão convidados para participar do projeto, que conta com o apoio do Programa Software Livre do Paraná (PSL-PR). Na véspera do lançamento do site, o grupo realiza uma festa para divulgar a nova empreitada cultural.

Contato com o núcleo e mais informações pelo e-mail: contado@cadernomusical.com.br.