Galvão Bueno recebeu sinal verde da Rede Globo para usar sua imagem em comerciais, uma prática tratada com severa restrições na emissora. O motivo é que o narrador aceitou uma redução de salário em troca da possibilidade de faturar com merchandising e propagandas.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Galvão aceitou reduzir seus vencimentos para algo em torno de R$ 1 milhão mensais, conforme nota divulgada nesta terça-feira (21) na Folha de S. Paulo. O narrador tem contrato com a Globo até dezembro de 2022.

Como contrapartida para o novo pacto remuneratório, Galvão negocia com uma companhia aérea para fazer uma ação em voos durante a Copa América, entre 14/6 e 7/7.

Após uma queda de faturamento de 15% nos últimos 15 anos e prejuízo de meio bilhão de reais em 2018, a emissora carioca vem adotando política salarial mais severa. A informação é o blog Notícias da TV, do Uol. Outros narradores, como Cléber Machado e Luís Roberto, também aceitaram reduzir seus salários.

Durante o ‘Domingão’, Faustão ‘deixa escapar’ a informação de que programa vai acabar