Os DJs Gabo, Jota e Paulo Antônio se encontram no comando da pista da Eon Dining Club, nesta quinta-feira (12), para mais uma edição da Eon Clubbing, versão baladeira da casa recém-inaugurada que mistura lounge bar, restaurante e pista. A combinação começa com o warm up de Jota, capo da agência Efeelings, e atravessa a madrugada com o som de Paulo Antônio e Gabo, ambos bem conhecidos do público curitibano. A casa funciona com a cozinha aberta para o jantar até à meia-noite. Depois, o salão principal abre espaço para as melodias da House Music.
 
DJ Gabo
 
Gabriel Edenburg, mais conhecido como DJ Gabo, trocou a Argentina pelo Brasil em 1983, ano em que começou a sua carreira profissional em São Paulo. Influenciado pelos movimentos New Wave e Underground da Inglaterra e Estados Unidos, foi pioneiro em mixar sets com bandas ainda desconhecidas como Depeche Mode, The Smiths, The Cure, U2, The The, New Order, The Police e Soft Cell, entre outros. Atuou residente em alguns dos mais famosos clubes dos anos 80: Aeroanta, Clash, Terceiro Tempo, Dancing, Cais e muitas vezes convidado para discotecar nos clubes Rose Bom Bom e Madame Satã.
 
Desde aquele começou até hoje, não parou mais de conquistar espaço e platéias por todo o Brasil e também na cena internacional. É um velho conhecido do público curitibano, com passagem por casas como a saudosa Muzik Loft e Vibe.
 
Jota
 
Seu interesse pela e-music começou cedo, antes mesmo da explosão da música eletrônica no Brasil. No inicio dos anos 90 já promovia festas nas legendárias boates Bulldog e Amnésia e algumas das primeiras Private Parties da época, todas já com ênfase em djs e nas pick ups. Em 95, cheio de idéias, após retornar da Europa e conhecer diversos clubs e raves, ajudou a iniciar a cena rave local, organizando por dois anos diversas festas em conjunto com o Legend´s Club, casa de fundamental importância na historia underground curitibana.
 
No final de 96 levou uma filial do Legends para o Balneário Camboriú e foi ali por brincadeira que começou a se interessar pelas pick ups com ajuda dos amigos e djs Carioca e Buga. Em 97, louco por informação e aprimoramento, partiu para Londres berço da cultura e-music. Foram dois anos se integrando a cena rave européia e suas novidades, participou desde as mais underground "illegal parties" até as principais festas e festivais da Europa como Phoenex, Homelands, Reading, Glastunbury e Dance Valley.
 
Atualmente seus sets são diversificados tendo as vertentes do House e do Light Drum’n’Bass como marca. Seu estilo próprio e bom gosto faz com que seja convidado para tocar junto de grandes DJs nacionais e internacionais.
 
Paulo Antônio
 
Com pouco mais de cinco anos de carreira, Paulo Antônio Abrão Filho alcançou uma posição de destaque na cena eletrônica paranaense. Atuando como DJ e produtor musical, pode ser considerado um prodígio nas pick-ups: começou a discotecar com apenas treze anos de idade e já tocou nos maiores clubs e festivais no Paraná e em Santa Catarina. Seu passaporte para as pistas mais disputadas foi a participação em festas VIP, nas quais começou a arregimentar fãs incondicionais.
 
Paulo Antônio foi influenciado por bandas como Depeche Mode e New Order e por DJs e produtores como John Digweed, Hernán Cattáneo, Sasha, Steve Lawler, Chab, Echomen, Rowan Blades, King Unique, Sayes, Beckers, Luke Fair, Luke Chable, Matthew Dekay e D-NOX. Com estas referências, transita por um House Progressivo com pitadas de Deep, Tribal e Electro.