A Aliança Francesa traz a Curitiba exposição do premiado fotógrafo francês Samuel Bollendorff.Com o título de “La marche forcée: Lês oubliés de la croissance” (A marcha forçada da China: os esquecidos pelo crescimento), e 32 fotos, o artista mostra os milhões de chineses que vivem abaixo da linha da pobreza, mas trabalham incansavelmente, projetando o chamado “milagre econômico chinês”.

A exposição acontece na própria Aliança Francesa, do dia 23 de abril a 10 de maio. Samuel Bollendorff estará presente na abertura da exposição, no dia 23, às 19 horas, proferindo conferência em francês sobre fotojornalismo e narração de documentário.

Sobre o artista

Nascido em 1974, o fotógrafo Samuel Bollendorff, é membro da agência Oeil Public, e conhecido por propor um olhar social sobre as instituições da França.
Através do fotojornalismo social, registrou escolas, hospitais, policiais e presídios, questionando a posição do indivíduo dentro das instituições públicas.

Um de seus trabalhos que mais chamaram atenção, o Hospital Silence, traz uma série de retratos de portadores da AIDS.

Desde 2006, graças a uma bolsa do Ministério da Cultura da França, Samuel Bollendorff realiza a “marcha forçada”, uma série de reportagens sobre os esquecidos no visível processo de desenvolvimento econômico chinês.

Serviço:

Aliança Francesa
Alameda Prudente de Morais, 1101
Centro, Curitiba – PR
Fone: 41. 3223-4457
Fax: 41. 3223-4172
imprensa@afcuritiba.com.br
www.afcuritiba.com.br