Neste ano, as tradicionais marchinhas carnavalescas darão lugar aos riffs das guitarras. Pelo menos aqui em Curitiba. No lugar de samba e axé, o Jokers promove a primeira edição da festa Carnival Rock, um festival que vai reunir seis bandas de rock locais e surge como uma alternativa musical para os apaixonados por rock. Durante dois dias, vão se apresentar os grupos Los Diaños, Áyira, Punkake, Relespública, Anacrônica e A Fonte.

A organização do Carnival Rock espera reunir neste evento um público que está em busca de diversão, mas foge da folia tradicional. “O Jokers pretende ser um porto seguro para quem gosta de rock-n’-roll e fica sem opção durante o período carnavalesco”, comenta o proprietário da casa Sandro Tavares.

Com a nítida efervescência de bandas de rock na capital paranaense, é natural que a cidade pudesse promover um festival com o autêntico rock-n’-roll. A organização do festival conta que essa será a primeira edição de um evento que pretende entrar no calendário cultural da cidade.

“A ideia é fazer o festival todos os anos e ir crescendo aos poucos. E a cada ano, além de investir nas atrações locais, criar condições para convidar bandas de outros estados e também de fora do Brasil”, comenta Gustavo Diaz, responsável pela escalação das bandas.

Na sexta-feira, o Carnival Rock abre com a bandas Los Diaños. O quinteto é formado por RHS (vocais, trumpete e letras), Toshiro (baixo acústico), André Ribeiro (guitarras), Germano DieDrichs (bateria) Fred Paegle (viola).

Depois é a vez do grupo Áyira. A banda mostra em suas músicas, um rock nacional moderno, bem formulado e expressado com letras realistas, motivadoras e poéticas. Surgida no começo de 2006, a Áyira é composta por Cleber Silva (vocais), Marko Leo (baixo e backing vocals), Paulo Robert (guitarra), Marcelo Costa (guitarra) e Ricardo Blasch (bateria). Encerrando a primeira noite é a vez da PunKake formada somente por mulheres – Bacabi (vocal), Lívia (guitarra), Lucy (bateria) e Ingrid (baixo).

No sábado, a abertura fica por conta da Relespública. Investindo sempre em uma sonoridade própria, com influências de The Who, The Jam e Ira!, os músicos Fabio Elias (guitarras e voz), Emanuel Moon (bateria) e Ricardo Bastos (baixo) tornaram-se referência na cena underground dos anos 90s.

Segunda atração da noite, a banda Anacrônica faz uma música sem preocupações com rótulos, apenas como expressão de arte. O quarteto é formado por Bruno Sguissardi (guitarra), Sandra Piola (voz), Marcelo França (baixo) e Marcelo Bezerra “gordo” (bateria).

Fechando o festival acontece a apresentação da banda A Fonte, que tem em sua formação Guto Diaz no vocal, Carlos Moraes na guitarra, Simon Taylor no baixo e Luciano Farias na bateria.

Serviço

Jokers Rock Carnival Sexta e sábado, no Jokers  (Rua São Francisco, 164, Centro Histórico) Ingressos a R$ 15 Informações: (41) 3324-2351