enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

Festival brasileiro no Canadá tem 230 filmes inscritos

“Meu nome não é Johnny” e “Olho de boi”, são alguns dos filmes participantes

  • Por Agência Estado, Portal Natural

Cerca de 230 filmes se inscreveram para a segunda edição do Festival de Cinema Brasileiro de Toronto, que acontece entre os dias 6 e 9 de novembro, no Canadá. A novidade é o lançamento simultâneo, nos dois países, do filme Orquestra dos Meninos, dirigido por Paulo Thiago e estrelado por Othon Bastos, Murilo Rosa e Priscila Fantin, sobre a vida do maestro pernambucano Mozart Vieira.

 

A primeira edição, ocorrida no ano passado de forma ainda experimental, atraiu mais de 1,5 mil espectadores, o que incentivou a inscrição de um número recorde de longas na edição 2008. Participam da mostra competitiva seis longas-metragens e sete curtas, distribuídos em nove sessões no tradicional Bloor Cinema, sala com capacidade para 850 pessoas localizado em Toronto. Os longas que competem são Meu Nome não é Johnny (a maior bilheteria do cinema nacional deste ano), A Via Láctea, Nossa Vida Não Cabe Num Opala, Olho de Boi e os documentários 1958 – O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil, de José Carlos Asbeg, e Pindorama – A Verdadeira História dos Sete Anões, de Roberto Berliner, Lula Queiroga e Leo Crivellare.

 

Sob curadoria do jornalista e crítico Celso Sabadin, o filme de abertura do Festival será Não Por Acaso, dirigido por Phillippe Barcinski e estrelado por Rodrigo Santoro, Leonardo Medeiros e Letícia Sabatella. Já o encerramento ficará por conta de Querô, de Carlos Cortez, com Maria Luisa Mendonça, Aílton Graça e Milhem Cortaz.

 

A edição deste ano do festival também contará com uma mostra de animações brasileiras e internacionais – com destaque para Pescador de Sonhos, uma animação em co-produção com Portugal – e show de abertura da banda Donna Lolla.

 

A mostra paralela Upto3 vai apresentar 10 filmes de até três minutos. Durante os quatro dias de exibição, produtores canadenses irão se encontrar com cineastas, produtores e atores brasileiros para negociar possíveis co-produções entre os dois países. As informações são do Jornal da Tarde.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas