Na noite de lançamento do filme cascavelense ?Conexão Japão?, na última segunda-feira, foi evidenciada a criação de um braço da Associação de Vídeo e Cinema do Paraná (Avec) em Cascavel. A iniciativa foi proposta pelo diretor da Associação, Guto Pasko, que ministrou uma oficina nesta edição do Festival de Cinema de Cascavel. ?Pasko abriu a possibilidade de contarmos com uma espécie de pólo avançado desta entidade no Município. Com isso será possível encaminhar o registros de quem se envolve na área cinematográfica e requerer carteiras profissionais junto à Delegacia Regional do Trabalho (DRT)?, explica Julio Cesar Fernandes.

A Avec existe há 15 anos como sucursal da Associação Brasileira de Documentarista (ABD), em Curitiba, e congrega os profissionais que trabalham na área de cinema. ?Somente na capital, a Associação se torna muito centrada. Contudo, a idéia é inserir também profissionais do interior e, como o secretário da Cultura de Cascavel foi simpático à proposta, estudaremos as chances de trazê-la para a cidade o mais rápido possível?, diz o presidente, Guto Pasko.

Este braço facilitará a criação da Lei de Incentivo Municipal cascavelense, muito esperada pelos produtores locais. ?A Cultura de Cascavel terá mais força para brigar politicamente por seus direitos, além de integrar a cidade no cenário paranaense de produções. A função da Avec é justamente fortalecer o cinema paranaense?, completa ele.

Foi a Avec que ajudou a criar a Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Curitiba, o Doc Tv ? programa que financia a produção de documentário ? e o Prêmio Estadual de Cinema e Vídeo, através da Secretaria de Estado da Cultura. Os cascavelenses Talício Sirino e Salete Machado participam desta entidade há alguns anos. Mais informações pelo site www.avecpr.org.br ou pelo telefone (41) 9152-3206 (com Guto Pasko).