O novo diretor do Festival de Cinema de Veneza, Alberto Barbera, anunciou, em agosto passado, que uma de suas metas era criar uma oficina que culminaria na produção de filmes de baixo orçamento.

O projeto agora chega a fase inicial com a revelação dos 15 projetos que irão competir por três financiamentos de 150 mil euros. Entre os roteiros escolhidos entre mais de 400 inscritos está o do escritor carioca João Paulo Cuenca, “A Morte de J. P. Cuenca”.

O brasileiro que lançou o livro “A Última Madrugada” (ed. LeYa) participará de uma oficina por dez dias em janeiro em Veneza ao lado de seus concorrentes. Em seguida, Barbera anunciará os três projetos que serão produzidos e exibidos no próximo Festival de Veneza, que começa em 28 de agosto de 2013.