Luiza Dantas/Carta Z Notícias
Nathália Rodrigues: ?Sempre vivi a garotinha ?teen??.

Depois de virar campeã de cartas na Record em Alta estação, Nathália Rodrigues se transformou num dos xodós da emissora. Tanto que quando pensou em tirar férias após a personagem Taíssa, foi surpreendida por um telefonema de Ivan Zettel, diretor da novela Luz do Sol. Teve de adiar sua tão sonhada viagem para Londres para viver uma mulher da lei na trama de Ana Maria Moretzsohn. ?Não dava para negar o convite e esqueci a viagem?, conforma-se Nathália. No folhetim, que já caminha para a reta final, Nathália vive a promotora de Justiça Laura, empenhada em solucionar o caso do seqüestro de Drica, que é o drama central da história.

Além de ter de compor o papel de uma hora para a outra, porque pegou a novela no meio do caminho, Nathália se deparou com a dificuldade de encarnar uma figura diferente de tudo o que já fez. ?Sempre vivi a garotinha ?teen? ou a vilãzinha do colégio. Agora interpreto uma mulher séria e formal?, valoriza. Para encontrar o tom da promotora, a atriz visitou fóruns, conversou com amigos advogados e correu para as aulas posturais e acompanhamento fonoaudiológico. ?Tinha de encontrar uma entonação mais grave para a minha voz e uma maneira correta de me portar para parecer menos menina?, justifica. O figurino sóbrio, com saias até os joelhos e terninhos, também a ajudou a entrar no clima. ?Nunca me imaginei vestindo isso?, desdenha.

Nathália se formou em Publicidade e fez dois anos de Psicologia antes de se tornar atriz. Mas a paixão da moça sempre foi a atuação. A loura saiu muito jovem da pequena Bariri, no interior de São Paulo, e se mudou para a capital paulista, onde foi trabalhar como modelo. Paralelamente, fez aulas de teatro. Viajou por um tempo e chegou a morar no exterior fazendo fotos e desfiles. Mas aos 17 anos, abraçou de vez a profissão de atriz. ?Pintou um teste para fazer Presença de Anita. Não passei. Mas logo depois, o Dennis Carvalho me chamou para Desejos de mulher?, lembra. Daí não parou mais. Fez sucesso como a maldosa Carla em Malhação e depois foi para a Record, onde atuou em Essas mulheres.

Para a filha de um ex-padre e uma diretora de marketing em uma cidade de aproximadamente 10 mil habitantes, o mundo artístico parecia muito distante. Mas ela chamava a atenção desde pequena com os cabelos loirinhos e seu jeito extrovertido. Era a menina que todo mundo achava uma gracinha. ?Não demorou para eu começar a fazer comerciais e ajudar a minha família, que era muito humilde?, recorda Nathália. As oportunidades foram surgindo naturalmente. ?Não planejo a minha carreira. Porque, se amanhã não acontecer o que eu programei, seria um sofrimento. O destino está traçado?, sentencia.

Na trama, a elegante promotora Laura conheceu o simplório pescador Vicente. E a forte atração entre os dois chegou a ser insinuada. Até o momento, no entanto, tudo não passa de uma amizade. A insólita relação entre os personagens com realidades tão diferentes agradou Nathália. Para ela, o mundo está repleto de situações parecidas com essa. ?Assim como essa personagem, muitas mulheres se cansam dos homens hipócritas que as rodeiam. Quando se deparam com um cara de um mundo diferente, querem conhecer esse universo?, observa a atriz. Quem vai definir essa questão é a autora da novela, mas o discurso da intérprete não deixa ela esconder qual é a sua torcida. ?O diferente é o bacana. Pelo menos eu, Nathália, não gosto de nada igual a mim?, revela.