A cidade de Curitiba terá o privilégio de ser a primeira   capital da região Sul a receber o show de lançamento do DVD Multi Show Ao Vivo – Ivete no Maracanã. A apresentação será no próximo domingo, dia 1º de julho, na Pedreira Paulo Leminski. A abertura dos portões será às 13 horas e o início do show será às 20h, no palco 01. Para entreter o público, haverá duas bandas de abertura, o grupo de pagode Daquele Jeito(17h) e o cantor Pop Rafael Sabini (18h). Ivete vai apresentar na Pedreira o repertório de grande sucesso, do show gravado ao vivo no Maracanã, no dia 16 de dezembro.

Quando Ivete Sangalo entra em campo, é para golear. Não poderia ser diferente no maior estádio do mundo. Reconhecida por seu dom de cantar e entreter, e pelo bom humor atípico em uma popstar, a baiana provou que uma artista nacional também pode fazer show para 55 mil pessoas. Brasileira com muito orgulho, Ivete montou um palco no Maracanã, correu, cantou, dançou, driblou e… goooool! O replay da vitória nesse incrível jogo-espetáculo musical está no CD Multishow Ao Vivo Ivete no Maracanã , uma parceria Caco Discos (braço fonográfico da Caco de Telha)/ Universal Music/ Multishow.

"Eu estava tranqüila, porque o projeto foi muito bem bolado. E a segurança que senti através do amor que vem do povo me fez ter a certeza de que tudo daria certo. Vou contar só uma coisinha: na hora mesmo de começar, o bicho quase pegou. Mas aí, pedi ajuda ao meu Deus e fui com todo o meu amor", conta Ivete.

A cantora intercala sucessos de sua carreira com músicas novas e com uma seleção de canções das quais sempre gostou, porém nunca gravou. Dois exemplos disso são o pot-pourri que abre o disco, que mistura uma versão instrumental de "Never gonna give you up" com "Abalou" (estourada na voz de Ivete), e a fusão dos hits de Jorge Ben Jor "Pais tropical" e "Taj Mahal" com "Arerê" (marca do carnaval baiano). Inédita e única gravada em estúdio,  a música "Completo" foi escrita por Ivete em parceria com o baixista Gigi e aparece como faixa-bônus neste novo trabalho. Acompanhada pela Banda do Bem, ela apresenta ao público outras quatro boas-novas: "Berimbau metalizado", "Ilumina", "Dengo de amor" e "Deixo".

Do seu repertório de hits, ela relembra ainda "Não me conte seus problemas", "A galera" e "Quando a chuva passar".   Sucesso de Tim Maia, "Não quero dinheiro" está no disco, assim como "Chorando se foi". Eternizada em ritmo de lambada pela banda Kaoma no início da década de 90, a canção é o miolo do pot-pourri que começa com "É difícil" (Carlinhos Brown) e termina com "Preta" (Beto Barbosa). Expressões da emoção de Ivete aparecem entre uma faixa e outra, enquanto ecoa, nas caixas, o som das palmas e das homenagens feitas pelos fãs durante o show.

"Ainda não me recuperei. Fico muito emocionada a cada música. Os convidados, o público, meus fãs… Ah, eles foram demais! Estou naquela de ficar choramingando a cada música", confessa a cantora.

Foram cinco os convidados especiais que prestigiaram Ivete no palco do estádio-símbolo do Rio de Janeiro. A cantora fez um dueto histórico com Alejandro Sanz em "Corazón partío", hit do cantor espanhol. Anfitriã de primeira, em "Não precisa mudar" ela recebeu Saulo Fernandes, atual vocalista da Banda Eva, grupo que lhe deu projeção no início da carreira. Durval Lelys, cabeça do Asa de Águia, interpretou a sua "Bota pra ferver" ao lado da musa. Líder do Skank, o mineiro Samuel Rosa cantou "Não vou ficar". A música de Tim Maia foi tremendo sucesso na voz de Roberto Carlos no fim da década de 60. Fenômeno carioca que virou produto de exportação, o funk esteve representado por MC Buchecha. O cantor dividiu o microfone no pot-pourri que reúne "Nosso sonho" e "Conquista" com "Poder" ? parceria de Ivete com Gigi e o tecladista Radamés Venâncio.

"Todos os convidados têm um valor especial para mim, cada um à sua maneira. Além de amigos, são excelentes artistas e grandes seres humanos. Foi o máximo tê-los comigo no palco", afirma Ivete.

Gravado em 16 de dezembro de 2006, o mega espetáculo foi uma realização da Caco de Telha Entretenimento, empresa especializada em projetos na área, que administra hoje oito segmentos: a Caco Discos, Caco Produtora, Caco Eventos, Axé Mix, Nova Promoções, Caco Eventos Cooporativos, Caco Formatura e Bar Mix. A assinatura da marca está associada a mais de 500 eventos por ano, em todo Brasil.

O espetáculo histórico teve direção artística assinada por Ivete e Rafael Dragaud e virou um programa de TV.   O projeto ganha o formato DVD , trazendo algumas músicas a mais. Entre elas, "Eu sei que vou te amar", do maestro Tom Jobim, mostrando Ivete acompanhada pelo piano de Radamés. Os extras contarão com um dueto de Ivete com Rosa Passos, registrado em estúdio, na música "Dunas".

O Cd e o Dvd juntos lideram a lista dos mais vendidos em todo o Brasil, e já ultrapassou as 220 mil cópias : (cd 120 mil e Dvd 100 mil).

Em seu mais recente aniversário dia 27 de maio,Comemorado em um show junto com a OMO na praia de Copacabana no Rio de janeiro,Ivete bateu mais recorde em sua carreira,segundo a organização do evento e a Policia Militar do Estado do Rio, cerca de 450.000 pessoas  assistiram  a este show histórico.