O momento mais forte da cerimônia pública pela morte do cantor Michael Jackson, assistido por milhões de pessoas ao redor do mundo, ocorreu quando a filha do cantor, Paris Michael Katterine Jackson, de 11 anos, tomou o microfone. “Desde que nasci, papai sempre foi o melhor pai que você pode imaginar. E eu apenas gostaria de dizer que amo ele muito”, disse a menina, antes de desabar nos braços da sua tia, Janet Jackson. Os outros dois filhos do cantor, Michael Joseph Jr, conhecido como Prince Michael, de 12 anos, e Prince Michael II, de sete anos, também compareceram à cerimônia. A homenagem teve um tom mais espiritual do que espetacular.

A cerimônia foi aberta pela música de um coral de igreja, enquanto o caixão dourado do cantor adentrava o ginásio Staples Center, e transcorreu com discursos melancólicos e performances musicais. O pastor Lucious W. Smith, da Igreja Batista de Pasadena, fez uma oração, seguido pelos cantores Mariah Carey e Trey Lorenz, que cantaram em dueto a música “I’ll Be There”, lançada na época em que o cantor fazia parte do grupo Jackson 5. Milhões de fãs ao redor do mundo reuniram-se para assistir a cerimônia, que foi transmitida de Tóquio a Paris e vista em todos os lugares pela internet.

Dentre os que estiveram no Staples Center para a homenagem a Michael Jackson estavam o músico Barry Gordy, o reverendo Al Sharpton e as estrelas do basquete Magic Johnson e Kobe Bryant. Jennifer Hudson cantou “Will You Be There” e John Mayer tocou na guitarra uma versão de “Human Nature”. “Este é um momento que eu gostaria de não ter visto”, disse Stevie Wonder antes de sua performance. O cantor Smokey Robinson deu início ao serviço lendo mensagens de Diana Ross e de Nelson Mandela, amigos próximos de Jackson. A mensagem do líder sul-africano terminou com a frase “seja forte”.

Cerca de 20 mil pessoas estavam no Staples Center quando o caixão do cantor chegou ao local. Fãs que tinham o ingresso para a cerimônia usaram pulseiras douradas e receberam uma cópia dourada do programa quando entravam no local. Os irmãos do ídolo carregaram o caixão e usaram uma gravata dourada, uma única luva branca e óculos escuros.

Sepultamento

A cerimônia terminou com vários artistas cantando a música “We Are The World”, sucesso de 1985, que Michael Jackson e Lionel Richie escreveram para ajudar as vítimas da fome na Etiópia. Na época, a música foi cantada pelos dois e por vários ícones da música americana. Ainda não está claro em qual cemitério o corpo de Michael Jackson será sepultado. Os corpos de muitas celebridades foram sepultados no cemitério Forest Lawn Memorial Park, em Hollywood Hills, mas a família ainda não informou onde o corpo de Jackson repousará.