O advogado Dan Tench descobriu e decifrou uma mensagem em código deixada pelo juiz Peter Smith na sentença em que absolveu o Dan Brown, autor de O Código Da Vinci da acusação de plágio. Smith é conhecido por seu bom humor, raridade no universo dos tribunais britânicos.

O "Código Smith" estava nas 71 páginas da sentença: eram algumas letras em itálico que, à primeira vista, pareciam apenas falhas de impressão. Usando a seqüência de Fibonacci, a fórmula matemática sobre a qual também se fala no livro de Dan Brown, Tench pôde decifrar a seguinte frase: "Jackie Fisher, who are you? Dreanought" (Jackie Fisher, quem é você? Dreadnought).

O juiz Smith é um apaixonado pela história da Marinha Militar e Fisher foi um almirante inglês que projetou um navio de guerra gigante chamado HMS Dreadnought.

Smith não fez comentários públicos, mas Tench declarou que o juiz lhe enviou um e-mail dizendo que a resolução do enigma estava correto.

Em março, Smith julgou o processo movido pelos escritores Michael Balgent e Richard Leigh contra Dan Brown. Balgent e Leigh acusaram Brown de ter plagiado seu livro O Sagrado Graal e o Cálice Sagrado, usando suas idéias para escrever o best-seller O Código Da Vinci. O juiz decidiu que Brown não copiou de forma substancial o trabalho dos dois escritores.

O Código Da Vinci, que vendeu mais de 40 milhões de cópias mundialmente, traz uma série de códigos que os heróis têm de desvendar para resolver o mistério. Os códigos revelam mistérios sobre a vida de Jesus Cristo. Uma versão do livro para o cinema, estrelada por Tom Hanks no papel do historiador Robert Langdon, chega às telas em maio, depois de ser exibida no Festival de Cannes.