enkontra.com
Fechar busca

+ Pop

26 anos depois!

De volta a Curitiba, Paul apresenta repertório ainda focado em Beatles, mas com mudanças

  • Por Ana Carolina Bendlin

Os curitibanos tiveram que esperar nada menos do que 26 anos para ver Paul McCartney de volta à cidade, mas finalmente vão poder matar as saudades neste sábado (30), quando o ex-Beatle se apresenta no Estádio Couto Pereira, para um público de mais de 40 mil pessoas, com ingressos esgotados. Mesmo assim, muitos fãs ainda lembram como “se fosse ontem” daquele histórico show na Pedreira Paulo Leminski, no dia 5 de dezembro de 1993, ano em que Curitiba completava 300 anos.

A apresentação foi registrada não só na memória do público, mas também em uma placa na Pedreira:

No entanto, passados 26 anos, fica difícil lembrar música por música quais canções compuseram o repertório de Paul naquela noite de verão na Pedreira, mas a sorte é que o site Setlist.fm tem esse documento histórico em seu arquivo. Apesar de não se saber até que ponto o setlit disponível no site é fiel àquele que o ex-Beatle tocou no histórico show em Curitiba, dá para ter uma ideia de como era o repertório dele na época e compará-lo com o setlist de Paul no Brasil em 2019 – as listas com os repertórios dos shows dois de São Paulo também já estão disponíveis no mesmo site.

Relembre como foi o show de Paul McCartney na Pedreira Paulo Leminski em 1993:

+Leia mais: Bar de Curitiba vai dar chopp de graça para quem for ao show de Paul McCartney

Com base nos setlists disponíveis na internet, portanto, é possível perceber que o repertório de Paul, como era de se esperar, continua focado principalmente em sua carreira nos Beatles. No entanto, somente cinco músicas se repetem nos setlists de 1993 e 2019 (considerando o repertório apresentado em São Paulo, é claro): Can’t buy me love, We can work it out, Back in the USSR, Sgt. Peppers Loney Heart’s Club Band e Hey Jude, sempre um dos momentos mais aguardados dos show de Paul, quando rola, inclusive, um flash mob do público com plaquinhas de “nanananana” para acompanhar a música.

+Leia também: 4º Festival da Coxinha vai ser neste final de semana com preços de R$ 5 a R$ 25

No lugar de clássicos da banda, como Yesterday e Penny Lane, entram músicas talvez menos conhecidas, como Blackbird e Golden Slumbers. Já entre as músicas do período em que tocou com a banda Wings e também da carreira solo também há alterações. Claro que Band on the run e Live and let die continuam no repertório, mas, entre as canções românticas, a “brega” (porém hit na época do show de 1993) My love foi trocada pela belíssima Maybe I’m amazed, mais “atemporal”. E é claro que também estão no repertório atual músicas mais recentes, como My valentine (aquela do clipe com Johhny Depp e Natalie Portmann), de 2013, e a novíssima Come on to me, do disco Egypt Station, lançado em setembro de 2018.

Curitiba ganha o Cine Passeio, cinema de rua com duas salas de exibição

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas