Estudante de jornalismo, a discotecagem é o verdadeiro xodó de Vitor Lima, residente semanal do programa Clubtronic, da FM Energia, e com passagens pela curitibana Temple e residência fixa na Manga Rosa, em São Paulo. Pois ele agora encontra tempo também para lançar o CD Pro Progression.

O grande avalista do DJ é o leitor do clubber – colunista Ericka Palomino, que no ano passado o elegeu o melhor na área de trance/progressive. Não se esquecer que Erika é casada com Felipe Venâncio, uma dos DJs mais requisitados do País.

Camilo Rocha, fã-de-carteirinha de Vitor Lima, repara que ele “é mais um DJ que começou no trance, mas, sempre de ouvido e cabeça aberta, foi incorporado outros estilos ao seu set como progressivo, tecno, tech-house e hard house. A prova está nesse CD – que, aliás, de trance tem muito pouco. Deixe os rótulos ali no canto, a melhor definição para o som de Vitor Lima é música boa, para cima e com poder de movimentar milhares de pés.