Dayane Alencar, a caçula do balé do “Domingão do Faustão”, posou para o site Paparazzo num parque de diversões e falou do preconceito com as dançarinas. “Já recebi propostas para fazer programa até com chave de carro. Mas nunca aceitei e não aceitaria. Acho um absurdo quem vende o corpo em troca de dinheiro ou presentes. Vim de uma família humilde, mas fui muito bem educada e meus pais me passaram valores do ser humano”, contou Dayane, de 20 anos.

Ela aproveitou ainda para alfinetar colegas de profissão de outros programas de TV que, segundo ela, estão ali apenas para mostrar a bunda. “No “Domingão’ não ficamos de fio-dental rebolando a bunda para as câmeras. Nós somos profissionais da dança e o Fausto sempre faz questão de mostrar nosso valor. As roupas que usamos são sensuais e não vulgares. Estamos lá para trabalhar com a dança e não com o corpo”, disse.