Cubos que dançam, figuras geométricas
animadas – o espetáculo do ano.

Surpresas, aparências, transformações. O Mummenschanz traz para o Brasil um mundo de máscaras, formas e animais, que junta no palco o circo, o teatro e a magia da improvisação. Cubos que dançam, bocas e mãos gigantescas, figuras geométricas animadas, canos que se contorcem, plásticos que se transformam em ondas, um mundo em constante movimento. E que é capaz de surpreender a cada nova idéia que se sucede no palco.

O nome é Mummenschanz, uma inusitada mistura de circo, teatro, fantoches e comédia dell?arte, que nasceu na Europa em 1972, surgido das idéias de dois estudantes de artes suíços, que queriam levar algo inovador ao palco. Em plena efervescência cultural dos anos 70, quando a ordem do dia era transgredir, eles puseram o pé na estrada e, literalmente, ganharam o mundo. Trinta e dois anos depois, o Mummenschanz é uma referência cultural, talvez a mais importante do mundo quando o tema é teatro de máscaras.

Para toda a família

Bernie Schuerch e Andréas Bosshard eram apenas dois estudantes cheios de idéias na cabeça quando resolveram criar o grupo em 1972. Logo juntou-se a eles a italiana Floriana Frassetto. No começo, tudo resumia-se a um carro cheio de malas, muito material diferente e pé na estrada para participar de todos os festivais e se apresentarem em qualquer espaço onde lhes fossem dadas oportunidades. Mas não demorou muito para que a arte do trio encantasse o mundo. Em 1973, já faziam sua primeira turnê norte-americana e, na seqüência, passariam pelo Canadá e alguns países da América do Sul (o Brasil inclusive, onde se apresentaram na Sala Cecília Meirelles). Trinta e um anos depois, em seu retorno ao País, eles estarão em cartaz em Curitiba nesta terça-feira, além de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Aracaju, Belo Horizonte e Porto Alegre.

O Mummenschanz possui hoje dois teatros próprios, um nos Estados Unidos e um na Suíça, além de um centro de criação que funciona como ateliê coreográfico. Para sua turnê sul-americana eles reservaram números inéditos, com o espetáculo Mummenschanz Next, e a presença dos quatros principais membros da trupe Bernie, Floriana, John e Raffaella.

Serviço

Mummenschanz Teatro Guaíra 1.º de junho de 2004
Horário: 21h