Foto: Divulgação

Vocal Clave de Lua completa 22 anos.

Música vocal e instrumental de qualidade é o que promete o show de aniversário dos 22 anos do Vocal Clave de Lua que se realiza em parceria com Aqueletrio, de Santa Catarina, hoje, às 20h30, no auditório da reitoria. Ingressos a R$ 15,00. Os dois grupos se apresentam juntos pela primeira vez e no repertório obras do erudito ao popular, incluindo temas inéditos de Ernando Guedes e composições de Paulinho da Viola, Edu Lobo, Pixinguinha, Milton Nascimento, Gounod/ Bach, L. Creatore/ G. Weiss/ H. Peretti, Roberto Carlos,  Vinícius de Moraes, Henry Mancini/Johnny Mercer, John Lennon/ Paul Mac?Cartney, Tom Jobin, Chico Buarque, John Kender/Fred Ebb, Cartola e uma homenagem ao compositor paranaense Palminor Rodrigues (Lápis).

Fundado em 14 de maio de 1985, o Vocal Clave de Lua nasceu da amizade entre cantores do Coral da Universidade Federal do Paraná e do interesse comum pela música. O grupo é independente e versátil, além dos shows anuais, apresenta-se em encontros de corais, formaturas, congressos, cerimônias religiosas, festivais e casamentos em cidades paranaenses e de Santa Catarina. No final de ano, realiza serenatas de Natal em variados locais.

Seu principal objetivo é expandir a cultura e a arte através da música, sensibilizando e transmitindo mensagens de paz, harmonia, amor e alegria.

No currículo do grupo, além do repertório variado e eclético composto por músicas de diversos autores, constam apresentações com grandes nomes da música brasileira, como Angela Maria, Agnaldo Rayol, Roberto Carlos, Fafá de Belém, Kleiton & Kledir e outros.

Por dois anos consecutivos, foi indicado para o ?Prêmio Saul Trumpet? – os melhores da música paranaense, na categoria de Melhor Coral. Dos 32 cantores que hoje integram o grupo, Regina Karam e Cleusa Horyka estão desde o princípio. Segundo Regina, com elas já cantaram inúmeros músicos que hoje estão em outros grupos, assim como antigos colegas retornaram. ?A primeira maestrina foi Lúcia Mion Ribeiro, que ficou conosco durante três anos. Em seguida, veio João Paulo Broitman, que regeu até 1991 e hoje voltou ao grupo como cantor e pianista. Depois, contribuíram com seus conhecimentos Simone dos Santos, até 1992, e Cristiano Prestes, até 2006. E no momento, os trabalhos estão sendo dirigidos pelo maestro Luiz Fernando Mellara, que também foi pianista do coro da UFPR?, diz ela.